A conexão chocante entre Corra! e Soul, da Disney

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contém spoilers!

Soul da Disney/Pixar cria uma viagem emocionante para o músico e professor de jazz Joe (Jamie Foxx), enquanto ele tenta pegar sua grande chance musical.

No entanto, tudo sai errado quando um acidente deixa Joe em coma, então sua alma tem que voltar ao seu corpo depois de entrar em um reino metafísico. Joe quer usar o Grande Antes para voltar, mas é complicado, pois ele está prestes a morrer.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante este tempo, ele encontra uma alma, 22 (Tina Fey), que está tentando muito não se tornar humana, então eles planejam conseguir um passe da Terra para o último, que 22 daria a Joe. No entanto, o enredo fica um pouco complicado, e a reviravolta do filme acaba sendo na mesma linha de Corra!.

Apesar das regras do Grande Antes, um portal permite que o talentoso pianista e 22 caiam na Terra.

Infelizmente, a alma de Joe termina em um gato, o Sr. Mittens, enquanto 22 termina no corpo humano de Joe. Agora, o protagonista está lutando para encontrar um caminho de volta para seu corpo, enquanto uma personagem dublada por Fey, uma mulher branca, controla seu rumo.

Conexão entre histórias

Isso resulta no corpo de Joe terminando em uma espécie de Sexta-Feira Muito Louca distorcida na maior parte do filme, enquanto 22 aprende sobre o amor e a vida na forma de Joe.

Nesse sentido, ela descobre a beleza da vida apropriando-se do corpo de um homem negro; enquanto isso, o gato Joe confia em 22 no que pode ser visto como um complexo de branco salvador.

É aqui que é semelhante a Corra!, onde é revelado que pessoas brancas estão transplantando suas essências para corpos negros, assim alcançando a imortalidade e jogando pessoas negras no “Lugar Afundado”, que é o gato para Joe.

Certo, ele está ativamente tentando ajudar 22 a consertar isso, mas parece que perdeu seu controle, dependendo de 22, já que ele está limitado em sua nova forma.

Em seu texto sobre a animação, o Comic Book Resources apontou que é um pouco desconcertante, especialmente hoje em dia, ouvir uma voz de mulher branca (no caso, Tina Fey, a dubladora original de 22) reclamando de tudo errado enquanto está no corpo de Joe.

Embora a personagem 22 não tenha realmente gênero ou etnia, admite que está usando essa voz específica, neste caso a voz de uma mulher branca, porque incomoda outras almas; no entanto, a voz de uma pessoa negra ainda poderia ter sido usada para essa personagem.

Se qualquer coisa, Corra! é sobre a exploração de pessoas negras, e parece que 22 está fazendo isso sem querer com Joe, enquanto perde de vista a missão e tenta manter o corpo para si mesma. Isso leva Joe perseguindo-a como um gato para recuperar o que é seu por direito.

Lembra aos telespectadores o Chris de Daniel Kaluuya, que está literalmente correndo para salvar sua vida e tentando evitar que seu corpo seja roubado pela família Armitage.

Soul poderia ser interpretado como menos sinistro, já que é comercializado como um filme de família, mas visto que há uma história de personagens de desenhos animados de cor sendo transformados em criaturas – Viva – A Vida É uma Festa, A Princesa e o Sapo e Um Espião Animal – e tendo 22 usando Joe como um veículo para sua própria descoberta, isso torna o filme insensível para algumas pessoas, mesmo que não seja intencional.

Dirigido por Pete Docter e Kemp Powers, Soul é estrelado por Jamie Foxx, Tina Fey, Questlove, Phylicia Rashad, Daveed Diggs e Angela Bassett.

O filme está atualmente disponível no Disney+.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio