A Voz Suprema do Blues muda canção polêmica na Netflix

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Voz Suprema do Blues estreou recentemente na Netflix, e já vem sendo descrito como “um dos melhores filmes da plataforma”.

Protagonizado por Viola Davis, o longa acompanha a história real de Ma Rainey – lendária cantora de blues conhecida por sua voz marcante, talento inegável e essenciais contribuições para a popularização do gênero.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme também marca a última performance de Chadwick Boseman no cinema. O eterno Pantera Negra deu adeus ao público em agosto deste ano, e deixou sua atuação como o trompetista Levee Green como um verdadeiro presente de despedida para os fãs.

Como uma adaptação aos tempos modernos, os produtores do longa mudaram uma parte polêmica de uma das canções de Ma Rainey.

Confira abaixo!

Mudança na canção original

Viola Davis impressiona como a titular Ma Rainey em A Voz Suprema do Blues, que tem o título original de “Ma Rainey’s Black Bottom”.

“Black Bottom” é o nome de uma das músicas mais famosas da cantora. A canção também conta com uma parte que hoje é considerada polêmica.

Por isso, a Netflix decidiu mudar a letra em questão para evitar que a polêmica manchasse a genialidade do longa.

Na versão original de “Black Bottom”, o primeiro verso diz: “Way down south in Alabamy’/ I got a friend they call dancin’ Sammy/ Who’s crazy about all the latest dances/ Black Bottom Stomp and Jew baby prances” (algo como: No sul do Alabama/ Tenho um amigo que chamam de Sammy Dançante/ Ele é doido pelas danças mais novas/ ‘black bottom stomp’ e as judias saltitantes).

“Black Bottom Stomp” é um estilo de dança associado principalmente à contribuição da comunidade afro-americana no jazz.

Na versão da Netflix, a fala “Jew baby prances” é trocada por “new baby prances”, já que a expressão “Jew” significa judeu e pode ser usada de maneira pejorativa.

O filme da Netflix não foi a primeira obra a trocar a polêmica fala! A peça de August Wilson, que serve como inspiração para o filme, substitui o termo “Jew” por “two”, ou “dois”.

A Voz Suprema do Blues está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio