Christopher Nolan é atacado após detonar decisão da Warner Bros

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A decisão da Warner Bros. em lançar seus filmes simultaneamente nos cinemas e na plataforma de streaming HBO Max pegou todos de surpresa e, pelo jeito, isso inclui Christopher Nolan. O diretor de Tenet, A Origem e Interestelar não ficou nada contente com tal escolha do estúdio.

Os lançamentos da Warner Bros, incluindo Mulher-Maravilha 1984, Duna e Godzilla vs Kong, ficarão disponíveis por 31 dias na plataforma até serem removidos. Em matéria publicada por Kim Masters, do THR, Nolan criticou abertamente não somente tal decisão, como o próprio serviço de streaming do estúdio.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Alguns dos maiores cineastas e mais importantes estrelas de cinema foram dormir achando que trabalhavam para o melhor estúdio de Cinema e acordaram descobrindo trabalharem para o pior serviço de streaming”, disse o diretor.

“A Warner Bros. tinha uma incrível máquina para fazer o trabalho dos realizadores chegar a qualquer lugar, tanto nos cinemas, quanto em casa e estão desmontando isso conforme falamos. Eles sequer entendem o que estão perdendo”, continuou Christopher Nolan.

“Sua decisão não faz sentido econômico e até mesmo o investidor mais casual de Wall Street pode ver a diferença entre interrupção e disfunção”.

Uma das possíveis causas para a mudança no modelo de lançamento da Warner pode ter sido justamente o fracasso comercial de Tenet, mais novo filme de Christopher Nolan.

O longa-metragem fez US$ 57,6 milhões nas bilheterias estadunidenses e US$ 302 milhões internacionalmente. Essa foi a arrecadação mais baixa do diretor desde Insônia, em 2002.

Foi Christopher Nolan quem insistiu para que o filme fosse lançado nos cinemas em 3 de setembro, nos EUA. Sua intenção era que a obra servisse como pontapé inicial para a volta do público aos cinemas, o que não deu muito certo.

A reação dos fãs

Muitos fãs e cinéfilos estão criticando o diretor após ele detonar a Warner e seu serviço de streaming, mesmo ele tendo parcela da culpa nessa mudança drástica.

Christopher Nolan é a razão pela qual a Warner fez essa decisão. Ele f*deu eles em Tenet. Ele forçou o filme a ser lançado nos cinemas e a perder milhões de dólares. Qualquer cineasta que esteja irritado agora deveria dirigir suas reclamações para Nolan. Ele causou isso”, tuitou um fã.

“Nolan tentando convencer as pessoas e estúdios a lançarem filmes nos cinemas durante uma pandemia”, tuitou outro fã, com uma imagem de Shrek, com o vilão dizendo: “alguns de vocês podem morrer, mas isso é um sacrifício que eu estou disposto a fazer”.

Um usuário no Twitter elogiou a carreira de Nolan, mas considerou que ele está errado nessa situação.

Christopher Nolan é um dos maiores autores na História do Cinema e seus filmes são espetaculares… mas ele vai acordar para a realidade assim como todos que acham que os cinemas voltarão ao normal depois da vacina. Ele não vai sobreviver se não se adaptar”, escreveu outro fã.

“Os cinemas não estariam em tanto problema se as pessoas como Nolan não tivessem apressado o lançamento de alguns filmes nos cinemas. Os cinemas estariam em muito melhor estado se tivéssemos mantido eles fechados. Como cinéfila, odeio a ideia de manter cinemas abertos e as pessoas tenham que arriscar suas vidas”, escreveu uma fã.

Agora resta aguardar para saber quais medidas serão tomadas pelos diretores que se sentiram prejudicados e qual será a resposta da Warner à declaração de Christopher Nolan.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio