Publicidade

Homem-Aranha 3 terá volta de personagens mortos da Marvel

Publicado por Victor Carvalho

09/12/2020 19:30

Alfred Molina e Jamie Foxx estão reprisando os papéis de Doutor Octopus e Electro em Homem-Aranha 3 – e eis como seus personagens poderiam ter sobrevivido à morte.

O Multiverso foi sutilmente configurado nos filmes de Thor, deslocado para o primeiro plano em Vingadores: Ultimato quando os Vingadores inadvertidamente criaram linhas do tempo alternativas e promete ser o centro de toda a Fase 4 do MCU.

Os seriados do Disney+ incluem títulos como Loki e “E Se?”, Feiticeira Escarlate parece determinada a obter poderes de distorção da realidade em WandaVision, e Doutor Estranho 2 irá explorar o chamado “Multiverso da Loucura”.

E há Homem-Aranha 3, o ansiosamente aguardado novo filme do Homem-Aranha que recentemente começou a ser filmado em Atlanta.

Tem havido rumores repetidos de que este será um filme no estilo de “Aranhaverso”, inspirado no clássico evento de quadrinhos de 2014 e talvez até mesmo influenciado pelo sucesso de animação Homem-Aranha no Aranhaverso.

Tem havido rumores e relatos constantes de que Tobey Maguire e Andrew Garfield estão reprisando seus papéis como outras versões do Homem-Aranha, o que significa que Tom Holland pode acabar se juntando a seus predecessores.

Uma coisa parece certa, porém; estejam Maguire e Garfield retornando ou não, o Homem-Aranha de Tom Holland logo acabará enfrentando seus inimigos.

Embora os próprios atores estejam se recusando a confirmar qualquer coisa, tem havido relatos consistentes de Jamie Foxx e Alfred Molina estão retornando em Homem-Aranha 3 como Electro e Doutor Octopus, respectivamente.

Como eles podem voltar

Surpreendentemente, não é difícil imaginar um cenário onde o Doutor Octopus sobreviveu a Homem-Aranha 2 – apenas para ser lançado no Multiverso.

Otto Octavius ​​de Homem-Aranha 2 era um especialista em fusão nuclear, tentando criar o primeiro reator de fusão do mundo, mas seus experimentos deram muito errado e, em vez disso, ele criou o que parecia ser um buraco negro em miniatura.

No mundo real, muitos cientistas teorizaram que os buracos negros são, na verdade, eventos do espaço-tempo que permitiriam a criação de buracos de minhoca no tempo e no espaço; na verdade, essa teoria foi defendida por figuras tão estimadas como Stephen Hawking.

“Os buracos negros não são as prisões eternas como se pensava”, disse Hawking em um discurso em 2015.

“Se você sentir que está preso em um buraco negro, não desista. Há uma saída.”

Se Hawking estiver correto, qualquer coisa que caia em um buraco negro escapará inevitavelmente, mas em algum outro lugar do Multiverso, talvez até em um universo alternativo.

“O buraco precisaria ser grande e se estivesse girando poderia ter passagem para outro universo”, especulou.

“Mas você não poderia voltar para o nosso universo.”

De acordo com essa teoria, então, o Doutor Octopus de Alfred Molina não morreu necessariamente em Homem-Aranha 2; ao contrário, ele poderia ter sido consumido pela singularidade pouco antes de sua morte.

Ele então teria sido transportado para algum outro local no Multiverso – talvez até mesmo para a linha do tempo do MCU. A Marvel poderia optar por fazê-lo emergir nos dias de hoje, usando sua famosa tecnologia de redução do envelhecimento em Molina para fazer esse trabalho.

Alternativamente, ele poderia ter entrado no MCU anos atrás, e estar observando das sombras. Peter Parker sendo exposto como Homem-Aranha poderia tê-lo levado para o campo aberto.

A sobrevivência do Doutor Octopus faria um certo sentido científico, mas a de Electro é um pouco mais problemática.

Não houve redenção para Electro, que causou um apagão em toda a cidade e se deleitou com o caos; o Homem-Aranha de Andrew Garfield e Gwen Stacy de Emma Stone trabalharam juntos para sobrecarregá-lo com uma enorme onda de eletricidade para detê-lo.

Mas – por sorte, em vez de planejamento -, o retrato real da morte de Electro em O Espetacular Homem-Aranha 2 na verdade abre a possibilidade de que ele não morreu. O excesso de energia parecia fazer com que o corpo de Electro se partisse em um nível atômico, e ele morreu em uma explosão de energia.

Essa morte aparente pode na realidade ter sido uma metamorfose. Nos quadrinhos, o Electro tem a capacidade de se transformar em um ser de pura energia; isso até foi usado contra ele na ocasião, com Thor canalizando Electro como um raio em uma derrota embaraçosa.

Em vez de ser morto pela sobrecarga, Electro poderia ter sido convertido em outra forma.

Isso poderia muito bem ter desbloqueado a capacidade de pular entre universos alternativos, um poder de Electro demonstrado na série Web Warriors de Mike Costa e Robbie Thompson, onde um Electro identificou as assinaturas eletromagnéticas associadas a viagens entre dimensões.

Os próprios quadrinhos, portanto, estabelecem o precedente para o Electro de O Espetacular Homem-Aranha 2 para fazer seu caminho para o MCU.

É interessante notar que, até agora, apenas dois dos vilões associados aos filmes de Sam Raimi e Marc Webb de Homem-Aranha estão retornando.

Não houve relatos de Willem Defoe voltando como Duende Verde, ou de Thomas Haden Church reprisando o papel de Homem-Areia; Rhys Ifans não foi mencionado como o Lagarto, nem houve qualquer indicação de que Dane DeHaan está voltando como Harry Osborn.

Todos esses são personagens que encontraram um fim definitivo em seus respectivos filmes, e que não poderiam ser trazidos de volta tão facilmente como Doutor Octopus e Electro.

Isso, por si só, parece apoiar a teoria de que Homem-Aranha 3 é na verdade um filme multiversal de algum tipo – e não demorará muito para chegarmos ao Aranhaverso.

Publicidade