Publicidade

Piratas do Caribe vai colocar ex no lugar de Johnny Depp, diz site

Publicado por Victor Carvalho

08/12/2020 21:30

Amber Heard está supostamente em negociações para estrelar um reboot dos filmes de Piratas do Caribe.

A atriz, supostamente, está tendo discussões para desempenhar um papel na reinicialização da franquia de cinema, ao lado de Margot Robbie, na saga em que seu ex-marido Johnny Depp desempenhou um papel fundamental.

Heard, que mais recentemente estrelou como Mera na franquia Aquaman, poderia se juntar à próxima reinicialização de Piratas do Caribe “centrada em mulheres”, de acordo com We Got This Covered.

Novo rumor

Foi relatado que: “A atriz de 34 anos falou com Margot Robbie sobre um papel potencial no futuro derivado que diz ter um poder feminino abundante.”

“Não está claro se a atriz conversou com o estúdio sobre isso, ou se ela apenas discutiu isso com a estrela de Aves de Rapina neste momento.”

O ex-marido de Heard, Johnny Depp, interpretou o famoso capitão Jack Sparrow nos filmes, estrelando em Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra de 2003 a Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar de 2017.

O ator anunciou recentemente que estava deixando seu papel como Gellert Grindewald na franquia Animais Fantásticos, depois que ele perdeu seu processo por difamação contra o Sun em novembro.

O ator de 57 anos fez o anúncio em seu Instagram, escrevendo: “À luz dos acontecimentos recentes, gostaria de fazer a seguinte declaração curta.”

“Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a todos que me presentearam com seu apoio e lealdade. Fiquei emocionado e comovido por suas muitas mensagens de amor e preocupação, especialmente nos últimos dias.”

Ele continuou: “Desejo que saibam que fui convidado pela Warner Bros. a renunciar ao meu papel como Grindelwald em Animais Fantásticos e eu respeitei e concordei com esse pedido.”

Em uma batalha de difamação bem divulgada, o ator levou o Sun ao tribunal depois que o rotularam como um “espancador de mulheres” em um artigo.

“Finalmente, quero dizer isso. O julgamento surreal do tribunal do Reino Unido não mudará minha luta para dizer a verdade e confirmo que pretendo apelar”, acrescentou.

Em novembro, o Sr. Justice Nicol decidiu a favor do News Group Newspapers (NGN), que publica o tabloide.

A sentença dizia: “O Requerente não obteve êxito na ação por difamação.”

“Embora ele tenha provado os elementos necessários de sua causa de ação por difamação, os Réus mostraram que o que eles publicaram, no sentido que considero que as palavras sustentam, era substancialmente verdadeiro.”

“Cheguei a essas conclusões tendo examinado em detalhes os 14 incidentes nos quais os Réus se baseiam, bem como as considerações gerais que o Requerente apresentou que devo levar em consideração.”

Publicidade