Piratas do Caribe vai colocar ex no lugar de Johnny Depp, diz site

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amber Heard está supostamente em negociações para estrelar um reboot dos filmes de Piratas do Caribe.

A atriz, supostamente, está tendo discussões para desempenhar um papel na reinicialização da franquia de cinema, ao lado de Margot Robbie, na saga em que seu ex-marido Johnny Depp desempenhou um papel fundamental.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Heard, que mais recentemente estrelou como Mera na franquia Aquaman, poderia se juntar à próxima reinicialização de Piratas do Caribe “centrada em mulheres”, de acordo com We Got This Covered.

Novo rumor

Foi relatado que: “A atriz de 34 anos falou com Margot Robbie sobre um papel potencial no futuro derivado que diz ter um poder feminino abundante.”

“Não está claro se a atriz conversou com o estúdio sobre isso, ou se ela apenas discutiu isso com a estrela de Aves de Rapina neste momento.”

O ex-marido de Heard, Johnny Depp, interpretou o famoso capitão Jack Sparrow nos filmes, estrelando em Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra de 2003 a Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar de 2017.

O ator anunciou recentemente que estava deixando seu papel como Gellert Grindewald na franquia Animais Fantásticos, depois que ele perdeu seu processo por difamação contra o Sun em novembro.

O ator de 57 anos fez o anúncio em seu Instagram, escrevendo: “À luz dos acontecimentos recentes, gostaria de fazer a seguinte declaração curta.”

“Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a todos que me presentearam com seu apoio e lealdade. Fiquei emocionado e comovido por suas muitas mensagens de amor e preocupação, especialmente nos últimos dias.”

Ele continuou: “Desejo que saibam que fui convidado pela Warner Bros. a renunciar ao meu papel como Grindelwald em Animais Fantásticos e eu respeitei e concordei com esse pedido.”

Em uma batalha de difamação bem divulgada, o ator levou o Sun ao tribunal depois que o rotularam como um “espancador de mulheres” em um artigo.

“Finalmente, quero dizer isso. O julgamento surreal do tribunal do Reino Unido não mudará minha luta para dizer a verdade e confirmo que pretendo apelar”, acrescentou.

Em novembro, o Sr. Justice Nicol decidiu a favor do News Group Newspapers (NGN), que publica o tabloide.

A sentença dizia: “O Requerente não obteve êxito na ação por difamação.”

“Embora ele tenha provado os elementos necessários de sua causa de ação por difamação, os Réus mostraram que o que eles publicaram, no sentido que considero que as palavras sustentam, era substancialmente verdadeiro.”

“Cheguei a essas conclusões tendo examinado em detalhes os 14 incidentes nos quais os Réus se baseiam, bem como as considerações gerais que o Requerente apresentou que devo levar em consideração.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio