Disney “traiu história de Pinóquio”, diz diretor de nova versão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Disney, sem dúvida, ajudou a popularizar a história de Pinóquio.

A adaptação em animação da trama é a mais lembrada pelos fãs até hoje. Mas Pinóquio é uma criação italiana, e surgiu pela primeira vez em As Aventuras de Pinóquio, de 1883.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É adequado, portanto, que Pinóquio seja adaptado para o cinema italiano.

Foi o que aconteceu. A mais nova versão da história foi dirigida por Matteo Garrone, um cineasta italiano, em seu país de origem.

Portanto, não confunda com nenhuma produção de Hollywood.

Críticas à versão da Disney

Por falar em Hollywood, Garrone não é um grande fã da versão da Disney de Pinóquio. Em entrevista para o Telegraph, o diretor apontou para a animação como uma “traição à história”.

“Foi um lindo filme, mas traiu a história original de muitas maneiras”, Garrone opinou.

“Mesmo na Itália, o texto de Carlo Collodi foi esquecido ao longo dos anos. Meu objetivo é produzir um filme que seja fiel a ele e que o leve de volta a todos.”

“É deselegante falar mal dos filmes de outras pessoas, mas digamos que foi um produto americano de uma visão cultural americana.”

“Eu teria as mesmas limitações se eu, como italiano, tentasse fazer uma versão de As Aventuras de Huckleberry Finn”, diz ele.

Pinóquio, a versão italiana, com Roberto Benigni, está agora em exibição nos cinemas brasileiros.

Enquanto isso, a Disney está preparando uma versão em live-action da animação de Pinóquio. Tom Hanks será o intérprete de Geppetto, mas ainda não há data de lançamento.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio