Matrix é uma das franquias mais populares de ficção científica. Os filmes trazem uma luta entre os sobreviventes da Terra e as máquinas futuristas.

No centro de tudo está Neo, o personagem de Keanu Reeves. Ele é colocado como o salvador, dando a possibilidade de um futuro melhor para os humanos.

Para isso, Neo participa de uma luta no mundo real e dentro da Matrix, um mundo criado para simplesmente alimentar as máquinas.


Como se sabe, o personagem de Keanu Reeves é apresentado como Thomas Anderson. Oa vilões do longa, inclusive, insistem em chamá-lo de Senhor Anderson.

Porém, para os sobreviventes, o salvador vai sendo chamado cada vez mais de Neo, que vira o nome oficial deles. A partir de uma revelação das diretoras de Matrix, um segredo sobre essa mudança é descoberto.

O segredo de Matrix

Em 2020, as diretoras Lana e Lilly Wachowski confirmaram que Matrix é uma história sobre a transição de gênero e a aceitação sobre isso. Assim, a mudança do nome de Neo seria como um passo importante nessa mudança para uma pessoa trans.

A página NetflixFilm deixou isso ainda mais claro. Em publicações no Twitter, o perfil usou citações da escritora Andrea Long Chu.

“Neo tem disforia. Matrix é um gênero binário. Os agentes são a transfobia. Você entendeu”, afirma a citação da análise sobre os longas.

Há outros momentos de Matrix que são bem simbólicos. Um é o momento de escolher qual pílula tomar. A vermelha, conforme a escritora, é como se fosse a terapia de hormônio – na década de 1990, o medicamento era vermelho.

Por fim, como citado antes, os agentes insistem em chamar Neo de “Senhor Anderson”, o que simboliza a transfobia. Em 2020, Lilly declarou que ficou “feliz que todos tenham descoberto a nossa intenção original”.

“Um hacker fica sabendo de uma incrível conspiração que envolve a realidade de todos os humanos e se junta a uma rebelião em busca da liberdade”, diz a sinopse de Matrix.

Os filmes de Matrix estão na Netflix.