Bohemian Rhapsody mente sobre importante relação de Freddie Mercury

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Bohemian Rhapsody toma muitas “liberdades criativas” acerca de determinados pontos da vida de Freddie Mercury. Algo que é diferente no filme em relação à vida real é o relacionamento do vocalista do Queen com Mary Austin.

Embora Bohemian Rhapsody tenha deixado claro que os dois permaneceram amigos mesmo após a separação, ele acaba deslizando em alguns detalhes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No filme de 2018, por exemplo, Freddie Mercury pede Mary em casamento com um anel de diamante gigante. Na realidade, Austin disse (via Karen Corday, do Grunge):

“Ele me deu uma grande caixa de Natal. Dentro dela tinha outra caixa e depois outra e por aí vai. Era uma daquelas brincadeiras dele”, disse Mary, revelando que a última continua um pequeno anel de jade.

Mais liberdades criativas

Bohemian Rhapsody também transformou o término deles em algo mais longo e desconfortável do que realmente foi.

Segundo entrevista da própria Mary ao Daily Mail, eles continuaram dando festas de jantar e ela costumava se sentar de um lado de Mercury, enquanto seu novo namorado sentava do outro.

Em entrevista de 1985, conforme o New York Post, Mercury disse:

“Todos os meus amantes me perguntam por que eles não podem substituir Mary, mas é simplesmente impossível”.

“Para mim ela é a minha esposa. Para mim é um casamento. Acreditamos um no outro e isso é o suficiente para nós”, continuou o ex-vocalista do Queen.

Quando Freddie Mercury morreu em 1991, ele estava em relacionamento com Jim Hutton há sete anos. Ele deixou a Mary Austin a maior parte da sua fortuna de US$ 100 milhões, além de sua mansão de 28 cômodos em Londres.

Bohemian Rhapsody pode ser assistido em plataformas digitais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio