Entenda por que Crepúsculo faz grande mudança após primeiro filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Saga Crepúsculo teve diretores diferentes e com isso vieram estilos diferentes, mas há uma enorme diferença entre o primeiro filme e o resto, e é tudo sobre o tom de cor, já que Crepúsculo era muito azul – aqui está por que parece assim e por que mudou.

Vampiros e lobisomens se tornaram alguns dos monstros mais populares da cultura pop e, em 2005, um novo tipo dessas criaturas foi introduzido no romance Crepúsculo, escrito por Stephenie Meyer, e a primeira parte em uma série de quatro romances.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O núcleo da série foi o romance problemático entre a humana Bella Swan e o vampiro Edward Cullen, que encontrou diferentes obstáculos nos romances, incluindo outros clãs de vampiros e alcateias de lobos.

Os romances de Crepúsculo foram um grande fenômeno, e não demorou muito para eles fazerem o salto para o cinema.

A Saga Crepúsculo foi lançada entre 2008 e 2012, com o romance final, Amanhecer, sendo dividido em dois filmes, e embora a saga não tenha ido bem com a crítica, atingiu seu objetivo de atrair seu público-alvo e, o mais importante, os fãs dos livros.

Os filmes de Crepúsculo tiveram diretores diferentes, com apenas Bill Condon dirigindo dois (ambos partes de Amanhecer), o que significa que há diferentes abordagens para as histórias e personagens, mas também diferentes estilos visuais, mas a maior diferença pode ser vista entre os dois primeiros filmes, Crepúsculo e Lua Nova.

Crepúsculo foi dirigido por Catherine Hardwicke e, embora os críticos não tenham ficado satisfeitos com a história, eles elogiaram a direção de Hardwicke, mas ela não voltou para dirigir nenhuma das sequências.

Lua Nova, então, foi dirigido por Chris Weitz, e essa mudança ficou mais evidente no estilo visual do filme, inclusive no tom das cores, que também mudou porque o foco da história era diferente daquele do primeiro filme.

Crepúsculo tem muitos tons de azul e cinza, que combinam com a atmosfera de Forks e realçam a tez pálida dos vampiros, mas Lua Nova ganhou um visual bem mais quente, com tons laranja e marrom.

Isso ocorre porque o foco principal de Crepúsculo é o relacionamento de Bella com Edward e, portanto, a introdução de vampiros, enquanto Lua Nova é mais sobre o relacionamento de Bella com Jacob, seu melhor amigo que se revela ser um lobisomem/metamorfo.

Mudança no aspecto visual

As cores azul e cinza combinam mais com os vampiros, dada sua tez pálida e sua frieza, figurativa e literalmente, enquanto as cores mais quentes como laranja e marrom lembram mais os lobisomens, especialmente no universo de Crepúsculo, pois é revelado em Lua Nova que seu corpo a temperatura é muito mais alta do que a de um ser humano normal, sendo, portanto, o oposto dos vampiros.

Os tons de azul em Crepúsculo também podem ser atribuídos ao estilo de cinema de Catherine Hardwicke, já que ela usou esses mesmos tons no filme Aos Treze de 2003, enquanto Chris Weitz usou tons mais quentes em seus filmes, como American Pie e Uma Vida Melhor.

Os filmes subsequentes da Saga Crepúsculo ou tiveram cores mais neutras ou uma combinação de quente e frio, dependendo da cena, como é o caso de Eclipse, onde as cenas envolvendo os recém-nascidos e a batalha eram mais azuladas e frias.

Esses são detalhes fáceis de perder nos filmes de Crepúsculo, mas no final das contas eles elevam a experiência de assisti-los e mostram que, ao contrário do que muitos acreditam, houve atenção aos detalhes ao fazer esses filmes.

No Brasil, os filmes de Crepúsculo estão agora disponíveis no Amazon Prime Video.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio