Personagem de Vingadores tem origem trágica

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além de proporcionar um final épico para a Saga do Infinito no MCU, Vingadores: Ultimato mostrou a morte de alguns dos heróis e vilões mais icônicos da Marvel. Fãs se despediram de personagens que povoaram os filmes da companhia por uma década.

O filme foi o mais bem sucedido de 2019, e contou com a maior bilheteria de todos os tempos. Como a Marvel já conseguiu acumular um impressionante elenco de atores para o MCU, fãs estão ansiosos para saber quem serão os novos contratados para a Fase 4.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das personagens da Marvel que retorna na Fase 4 é Gamora, interpretada por Zoe Saldana. Enquanto a personagem não faz sua volta triunfal, o site The Things revelou alguns detalhes sobre a infância da anti-heroína nas HQs.

Confira abaixo!

Nome e origens

O nome completo de Gamora é Gamora Zen Whoberi Ben Titan. A personagem nasceu no planeta Zen-Whoberi como uma Zehoberei – também chamados de Zen-Whoberians ou Zen-Whoberis e viveu uma infância tranquila com pai, mãe e irmão.

Os Zen-Whoberis eram um povo pacífico, que acabou levando o planeta ao declínio por superpopulação e pobreza.

Anatomia

Gamora nasceu com a pele verde. A pele dos Zehoberei é mais grossa do que a dos humanos, o que torna os aliens mais resistentes a ferimentos e relativamente mais fortes. Eles também têm um segundo fígado, os permitem beber mais do que qualquer humano.

As marcas na testa e bochechas de Gamora foram provavelmente feitas por Thanos, já que as modificações não fazem parte da anatomia dos Zehoberei.

O massacre

A primeira versão da história de Gamora é mostrada no volume #110 da HQ Warlock, publicada em 1975. Na trama, Thanos viaja para o futuro na Terra-7528. Enquanto isso, a Igreja Universal de Verdade manda seus agentes para Zen-Whoberi com o objetivo de oferecer a “salvação” para os nativos.

Com a recusa do povo, a Igreja massacra todos os habitantes do planeta – exceto Gamora. Thanos encontra a garota sozinha, fica com pena e decide adotá-la.

A mudança

Em Warlock and the Infinity Watch Volume 111, a história de Gamora é modificada. A linha do tempo da Igreja Universal é apagada e Gamora fica no centro do ajuste temporal, como uma espécie de relíquia viva da dimensão apagada.

A personagem aparece agora na Terra-616. Os Zehoberei são massacrados novamente e Gamora mais uma vez é adotada por Thanos após se tornar órfã.

No MCU

Em Guardiões da Galáxia, Gamora é classificada pela Nova Corps como “a última sobrevivente do povo Zehoberei”. No entanto, em Vingadores: Guerra Infinita, Thanos afirma ter massacrado apenas metade da população do planeta, deixando 3 bilhões de indivíduos vivos.

Perguntados sobre a discrepância, os diretores Joe e Anthony Russo afirmaram que a verdade depende dos fãs, se eles desejam acreditar em Gamora ou nas palavras de Thanos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio