Conheça a chocante história REAL de 15 Minutos de Guerra

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No início de fevereiro de 1976, duas unidades da Legião Estrangeira Francesa estavam envolvidas em uma importante missão de resgate de reféns em Loyada, um pequeno vilarejo localizado na fronteira entre o atual Djibouti e a Somália, no Sudeste Africano.

O objetivo era salvar 31 crianças francesas sequestradas por militantes locais de uma organização guerrilheira pan-somali apoiada pelo governo somali. A Legião Estrangeira estava conduzindo uma missão antiterrorista tão importante pela primeira vez.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os eventos são mostrados em 15 Minutos de Guerra, ainda que seja uma abordagem muito livre do que realmente aconteceu. Aqui estão detalhes da verdadeira história.

A verdadeira história

Na manhã de 3 de fevereiro de 1976, um ônibus militar dirigido pelo soldado Jean-Michel Dupont, de 19 anos, deixou a Base Aérea 188, uma base aérea militar francesa situada no Aeroporto Internacional Ambouli da cidade de Djibouti. Com ele estavam 31 crianças, entre 5 e 12 anos, de militares franceses da base.

Às 7h15, o ônibus foi atacado e sequestrado por quatro militantes armados da Frente de Libertação da Costa da Somália (FLCS) vestidos de mulheres.

Eles ordenaram que o motorista do ônibus fosse para Loyada, um pequeno vilarejo localizado na fronteira entre o atual Djibouti e a Somália, cerca de 18 km a sudeste de Djibouti. Loyada era a única passagem oficial da fronteira com a Somália na época.

Os militantes com o ônibus sequestrado tiveram que passar por um posto de controle na barreira de arame farpado de 14 km que cercava toda a capital desde os distúrbios de 1966.

O posto de controle foi ocupado por um pelotão da Gendarmaria Francesa, uma força militar encarregada da realização de funções de polícia no âmbito da população civil. Os sequestradores atiraram nos policiais. O pelotão informou seus oficiais sobre o incidente e perseguiu o ônibus.

Por volta das 07h45, o ônibus chegou a Loyada. Lá, os militantes foram confrontados por legionários da 13ª Meia-Brigada da Legião Estrangeira, uma unidade daquela região desde 1962. Os legionários operavam um posto de controle lá.

Eles negociaram com os militantes até chegar uma ordem das autoridades francesas – o ônibus foi autorizado a estacionar entre os territórios da França e da Somália, a apenas algumas dezenas de metros do posto avançado da fronteira.

As demandas dos sequestradores da FLCS eram: libertar todos os membros presos da FLCS, anular um referendo planejado e acabar com uma decisão francesa sobre a Costa da Somália. Se essas demandas fossem recusadas, os sequestradores estavam prontos para matar todas as crianças do ônibus.

No fim, eles não conseguiram chegar a um acordo e todos os sequestradores foram mortos. Infelizmente, uma garota foi morta por um tiro e cinco crianças ficaram feridas. No meio de toda a confusão, um garoto acabou desaparecendo.

Filme que trata dessa história, 15 Minutos de Guerra foi dirigido por Fred Grivois. A principal estrela do elenco foi Olga Kurylenko, conhecida por seus papéis em 007 – Quantum of Solace e Oblivion.

No Brasil, 15 Minutos de Guerra está agora disponível no Telecine Play.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio