Atriz foi obrigada a esconder polêmica em Harry Potter: “Diga que não é verdade”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É bastante comum que atores e atrizes não brancos sofram preconceito por parte dos “fãs” e Katie Leung, a Cho Chang, de Harry Potter, não é exceção. A atriz revelou que foi orientada a esconder os ataques racistas que sofreu na época dos filmes da saga.

Em participação no podcast Chinese Chippy Girl, a atriz revelou que pesquisava sobre si mesma na época e chegou a entrar em contato com conteúdo racista sobre ela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu estava me pesquisando no Google em um ponto, lembro-me de ter lido todos os comentários e havia muita m*rda racista”, disse a atriz de Harry Potter, cujos pais são de Hong Kong.

“Alguém realmente criou um site, um site de ódio. Dizia caso você discordasse desse elenco, clicasse nesse botão, e era como se fosse uma contagem de quem discordava de terem me escolhido para o elenco. É horrível”, continuou Leung.

A atriz, que tinha 16 anos na época, disse não ter recebido qualquer treinamento por parte da equipe de Harry Potter para essas situações.

“Não recebi nenhum treinamento de mídia antes dessas entrevistas, e lembro-me de meus publicitários dizendo: ‘Katie, não vimos esses sites que as pessoas estão falando, então, se alguém perguntar, diga que não é verdade, diga que não está acontecendo’, apenas balancei a cabeça concordando, embora tivesse visto com meus próprios olhos. Só vou dizer que está tudo ótimo”.

Astro de Harry Potter sentiu-se sufocado

Rupert Grint, o Rony da saga Harry Potter, entrou na franquia quando tinha apenas 11 anos. Isso certamente não provou ser fácil para o ator, que basicamente passou sua infância e adolescência nos sets da franquia.

Grint contou sobre como a experiência foi boa, mas que provava ser desafiadora em determinados momentos.

“Houve um tempo em que parecia bastante sufocante, porque era difícil, eram todos os dias por 10 anos”, Rupert revelou em participação no podcast Armchair Expert de Dax Shepard.

“É muito tempo, filmes levam um ano para serem filmados, mas foi uma ótima experiência”, continuou o ator.

“Foi um tipo de ambiente familiar tão bom. Sempre era a mesma equipe com a qual crescemos, então era um ótimo lugar para se estar, mas às vezes parecia que eu queria fazer outra coisa. Ver o que mais há por aí”, disse o astro de Harry Potter.

Rupert Grint disse, também, que inicialmente seriam apenas dois filmes, mas que a popularidade da franquia fez com que mais e mais longas-metragens fossem feitos.

“Quando começamos, talvez apenas três ou quatro livros tivessem sido lançados e originalmente haveria apenas dois filmes. Simplesmente nunca acabava. Todos os anos nós voltávamos e era meio como O Feitiço do Tempo, porque eram os mesmos sets, as mesmas pessoas – mas foi ótimo, eu adorei”.

Os filmes de Harry Potter estão na HBO Go. Enquanto isso, o HBO Max deve chegar em junho no Brasil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio