Lucicreide Vai Pra Marte tem marca histórica no cinema brasileiro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Filme estrelado por Fabiana Karla, Lucicreide Vai Pra Marte trouxe uma marca histórica para o cinema brasileiro.

De acordo com a Revista Galileu, o longa-metragem foi a primeira produção brasileira a ter cenas gravadas em locações da NASA. O filme teve um orçamento de R$ 6 milhões.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em uma entrevista dada para a revista, Fabiana Karla contou que uma das ideias de Lucicreide Vai Pra Marte era inspirar novas gerações de brasileiros que sonham em se tornar astronautas.

“Queremos que a obra seja um ‘gatilho’ para despertar essa curiosidade nas crianças e adolescentes do país”, comentou a estrela. Ela interpreta a personagem Lucicreide desde o Zorra Total.

Primeiro filme brasileiro gravado na NASA

Além de ter sido o primeiro filme brasileiro gravado na agência espacial norte-americana, Lucicreide Vai Pra Marte na verdade também foi o primeiro longa filmado por lá desde Armageddon, de 1998.

Não parou por aí. O filme traz uma cena gravada em um avião que simula gravidade zero, o mesmo usado na produção de A Múmia, com Tom Cruise.

O diretor de Lucicreide Vai Pra Marte, Rodrigo Cesar, contou à revista que o filme quase foi gravado de maneira “tradicional”, mas eles mudaram de abordagem logo no início do desenvolvimento.

“Podíamos ter criado cenários virtuais. Mas de cara a gente falou ‘Vamos rodar na NASA’ e no avião de gravidade zero.”

O filme teve o apoio de Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro e atual ministro da Ciência e Tecnologia.

“Foi extremamente desafiador. Foi mais de um ano de negociação, indo para o Kennedy Space Center e contando com a intermediação do astronauta Marcos Pontes.”

Lucicreide Vai Pra Marte está agora em exibição nos cinemas brasileiros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio