O Sequestro é baseado em história real? Veja a verdade

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contém spoilers!

O filme com Halle Berry, O Sequestro, estreou nos cinemas em 2017 e, embora possa ser comparado a Busca Implacável de Liam Neeson, é realmente muito diferente.

Claro, o trailer mostra a personagem de Berry, Karla Dyson, ameaçando os sequestradores de seu filho em um discurso parecido com Busca Implacável, que inclui as falas “Deixe-me dizer uma coisa, enquanto meu filho estiver naquele carro, eu não vou parar” e “Aonde quer que você vá, eu estarei bem atrás de você”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas, apesar de lembrar o discurso icônico de Neeson em Busca Implacável, essas falas, mais o fato de que nem Busca Implacável nem O Sequestro são baseados em uma história verdadeira, é onde as semelhanças dos dois filmes terminam.

Embora nenhum dos dois filmes seja exatamente uma história verdadeira, o enredo de O Sequestro, sobre uma mãe cujo filho é sequestrado, não é exatamente irreal. De acordo com o Arquivo de Pessoas Desaparecidas do National Crime Information Center de 2016, há 88.040 entradas de pessoas desaparecidas ativas que sobraram de 2016.

Menores de 18 anos representam 38,3% desses registros, o que significa que o que acontece em O Sequestro é basicamente retirado das manchetes. É aterrorizante. Este é um filme cujo enredo a maioria das pessoas espera que seja completamente irreal.

História fictícia

Muitos aspectos do filme são completamente fictícios. No trailer de O Sequestro, vemos o filho de Dyson essencialmente desaparecer diante dos olhos de sua mãe e, como ela está na cena do crime, imediatamente resolve o problema com as próprias mãos.

Ao contrário das mães de crianças desaparecidas em A Troca (que é baseado nos crimes do galinheiro de Wineville da vida real) ou Stranger Things (que obviamente não é baseada em uma história verdadeira considerando seu cenário de ficção científica), a mãe em O Sequestro realmente vê seu filho sendo sequestrado, e então ela começa as perseguições de carros cheias de ação que permeiam o filme.

O que O Sequestro faz de maneira diferente de outros filmes de crianças desaparecidas é combinar ação com emoção. A personagem de Berry não é uma assassina a sangue frio, mas uma mãe que é movida por seus instintos e não tem medo de entrar em carros de polícia.

Quando ela vê os relatórios de crianças desaparecidas que cobrem as paredes da delegacia de polícia, ela decide fazer justiça com as próprias mãos, e embora isso possa não ser uma história verdadeira, é uma representação durona de uma mãe determinada.

No Brasil, O Sequestro está disponível no Telecine Play.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio