Soft porn, Por Trás da Inocência choca mais que 365 DNI na Netflix; veja porquê

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As cenas de sexo de 365 DNI foram consideradas as mais explícitas dos últimos tempos, porém, um recém-lançado filme erótico da Netflix, Por Trás da Inocência, está chocando os usuários do serviço de streaming – mas pelo motivo errado.

Em 2020, 365 DNI se destacou como um dos filmes mais polêmicos – e assistidos – da Netflix! Inspirado na série de romances eróticos de Blanka Lipinska, o filme polonês fez grande sucesso na Europa antes de ser disponibilizado pela plataforma nas Américas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

365 DNI conta a história de Laura Biel, uma jovem que sai de férias para Sicília com o namorado e amigos. No segundo dia da viagem, em seu aniversário de 29 anos, Laura é sequestrada pelo chefe de uma família da máfia siciliana, o jovem Massimo. Com um passado marcado pela morte e violência, ele tenta fazer Laura o amar no período de 365 dias.

Thriller erótico é massacrado

Após o sucesso de 365 DNI, a Netflix passou a investir cada vez mais no lançamento de thrillers eróticos. A estreia mais recente da plataforma foi o longa Por Trás da Inocência, protagonizado por uma estrela de Sex and the City.

Por Trás da Inocência – com o título original de Deadly Illusions – é dirigido por Anna Elizabeth James e traz Kristin Davis (Sex and the City), Dermot Mulroney (O Casamento do Meu Melhor Amigo), Greer Grammer (Awkward) e Shanola Hampton (Shameless) como os personagens principais.

O longa acompanha a história de Mary – vivida por Kristin Davis – uma bem sucedida autora de livros de mistério, que leva uma vida aparentemente perfeita com o marido Tom e os filhos.

Após Tom perder uma grande quantia de dinheiro em um investimento perigoso, a protagonista aceita escrever o novo capítulo de sua famosa saga de mistério por dois milhões de dólares.

Como Mary tem um intenso processo criativo, a personagem decide contratar uma babá para cuidar dos filhos e do marido. Após várias entrevistas, a protagonista escolhe Grace – vivida por Greer Grammer como a nova funcionária.

É aí que o filme assume seu “estilo 365 DNI”. Mary passa a criar fantasias sexuais com Grace. A protagonista passa a confundir cada vez mais as criações de sua cabeça com o que acontece na realidade – o que cria uma jornada de paranoia, medo e violência.

São as fantasias de Mary e Grace que representam as cenas mais eróticas de Por Trás da Inocência. Fãs que já assistiram ao filme elogiaram a caracterização das cenas de sexo, principalmente as envolvendo Grace e Mary.

“Fato e ficção começam a se mesclar, e o público não consegue perceber se Mary está imaginando os eventos ou se eles realmente aconteceram – como seus quentes encontros com a quase perfeita Grace. O filme é como um ‘soft porn’ entre mulheres, com cenas lembrando Red Shoe Diaries e Instinto Selvagem”, afirmou a crítica da revista Variety.

Por Trás da Inocência, no entanto, está sendo classificado por usuários da Netflix como “um dos piores filmes” da plataforma.

As reações dos fãs

No Twitter, os fãs da Netflix estão afirmando que Por Trás da Inocência é um filme “confuso”. Outros, inclusive, estão detonando o longa.

“É perder tempo assistir Por Trás da Inocência”, disse uma.

“O pior filme de todos, que p**** foi essa”, escreveu mais uma.

“Quem é Margaret? Você pode desligar um filme faltando nove minutos? Isso é terrível”, comentou uma terceira.

Por Trás da Inocência é o filme mais estranho que eu já vi”, observou uma assinante da Netflix.

“Esse é literalmente o pior filme já feito”, criticou outra.

“Alguém pode me explicar a trama de Por Trás da Inocência na Netflix? Sua garota está perdida”, confessou a internauta.

Por Trás da Inocência está disponível na Netflix. Para quem não entendeu o final, uma explicação pode ser conferida aqui.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio