Sylvester Stallone abriu processo para próprio filme não ser lançado

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com uma carreira de quase 50 anos em Hollywood, Sylvester Stallone se tornou um dos astros de ação mais conhecidos do mundo, interpretando personagens icônicos como Rambo e Rocky. O artista continua na ativa atualmente, investindo cada vez mais em suas franquias conceituadas.

Atualmente com 73 anos, Stallone continua na ativa. O ator lançou um novo filme do Rambo no ano passado. Infelizmente, o longa não foi bem recebido por críticos especializados e uma boa parte dos fãs.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E esse não é nem de longe o único filme de Sylvester Stallone a sofrer problemas no lançamento! Uma comédia protagonizada pelo ator nunca chegou a ser lançada – devido a um processo movido pelo próprio ator.

O site Screen Rant falou tudo sobre essa história; confira abaixo!

O mistério de The Good Life

The Good Life foi criado como uma comédia de humor negro, misturada com elementos dramáticos e de filmes de crime. O filme nunca chegou a ser lançado, e a história de sua produção representaria por si só uma trama bem mais interessante.

O enredo do longa acompanhava a história de um trio de amigos viciados em golf que se envolveria na rede de mentiras de um grande criminoso, interpretado por Dennis Hopper.

Foi Frank Stallone, o irmão de Sylvester, que convenceu o astro de Rocky a fazer uma pequena participação na produção. O envolvimento do ator foi essencial para o cancelamento da estreia do longa.

Mesmo com uma produção complicada, The Good Life conseguiu terminar suas filmagens em 1997 e se preparava para o lançamento quando os problemas maiores começaram.

A polêmica teve início com a divulgação de um vídeo promocional que sugeria que Sylvester Stallone desempenharia um papel muito mais importante no longa.

O lançamento do vídeo deixou Stallone injuriado, e o ator decidiu processar os irmãos Alan e Diane Mehrezes, os diretores do longa.

Stallone pediu uma indenização de 20 milhões de dólares – a média de seu salário na época – por quebra de contrato.

O drama não parou por aí, e Frank Stallone decidiu também processar a dupla de diretores e a companhia de produção do longa um mês depois.

Como retaliação, os irmãos Mehrezes também processaram os irmãos Stallone, pedindo uma indenização de 50 milhões de dólares. A ação chegou ao nível federal das cortes americanas com acusações de extorsão.

Na época, o ator Marcus Aurelius (Blade), gravou Frank Stallone em uma ligação telefônica. O irmão de Sylvester jurava se vingar dos Mehrezes e “dizimar a companhia de produção”.

Alan e Diane Mehrezes também criticaram Frank Stallone, afirmando que o ator “tinha poucos papéis e ainda menos talento”.

No final das contas, o filme acabou nunca sendo lançado, entrando para os anais de Hollywood como um projeto extremamente polêmico.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio