Alma de Cowboy: Ator da Netflix é cavaleiro na vida real

Jamil Parris conta histórias da vida real

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alma de Cowboy mal estreou na Netflix e já está conquistando o público brasileiro com sua trama interessante e cheia de momentos tocantes, estabelecendo-se entre um dos mais assistidos da plataforma.

O longa acompanha a história de Cole, um adolescente que se envolve em problemas em sua escola em Detroit e é mandado para viver com o pai – um homem chamado Harp – na Filadélfia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No início, Cole sofre para se adaptar. Mas com o tempo, o jovem passa a valorizar a comunidade e criar conexões reais com muitas pessoas, o que oferece uma nova perspectiva de vida.

Um dos personagens mais interessantes de Alma de Cowboy é Paris, vivido por Jamil Prattis. Paris é parte de um grupo de cowboys negros que cavalgam pelo norte do estado americano.

O que muitos fãs não sabem é que o intérprete de Paris é um grande cavaleiro na vida real! O site Distractify falou sobre o assunto; confira abaixo!

Jamil Prattis em Alma de Cowboy

O papel de Paris em Alma de Cowboy é a primeira performance de Jamil Prattis como ator profissional. O artista conta também com uma importante experiência da vida real para a construção de seu personagem.

Na vida real, Prattis faz parte do Fletcher Street Urban Riding Club, uma comunidade no norte da Filadélfia que oferece aos jovens do estado uma alternativa à violenta rotina das ruas.

O grupo ensina jovens periféricos a cavalgar e incentiva o cuidado de cavalos resgatados.

Jamil Parris trabalha com os cavalos da organização há mais de 10 anos, de acordo com uma matéria da revista Time.

Outros aspectos de Alma de Cowboy – além da experiência de Prattis como cavaleiro – também são inspirados na vida real.

No filme, Paris conta a Cole uma história que na verdade vem das experiências de Jamil Prattis em sua própria trajetória.

“A história que ele conta como Paris, sobre perder o irmão, é na verdade o que aconteceu com ele e o irmão na vida real. Falei para ele dizer o que estava sentindo, e foi algo muito tocante de se ver”, comentou o diretor Ricky Staub.

No longa, Paris usa uma cadeira de rodas. Ele conta para Cole que, há alguns anos atrás, se envolveu em uma briga junto com o irmão – que acabou morrendo.

Paris foi parar no hospital e sofreu uma lesão na coluna. Com isso, ele ficou impedido de andar de cavalo, mas continuou tratando dos animais, e chegou a batizar um deles com o nome do irmão falecido.

Alma de Cowboy está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio