Missão Impossível: Conheça o grande vilão de filmes com Tom Cruise

A verdade escondida nos filmes da franquia

Publicadohá pouco tempo
Por Marcel
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante todos esses anos de sucesso da franquia Missão Impossível, o agente Ethan Hunt, interpretado por Tom Cruise, já teve que realizar missões inacreditáveis, enfrentar inimigos terríveis, “O Sindicato”, e ainda agentes do próprio governo de seu país, mas parece que as ameaças estão longe de acabar.

Talvez os próximos filmes da franquia revelem que O Sindicato, pode ter sido o responsável por vários obstáculos que Ethan já teve que enfrentar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Da mesma forma que ele se esforçou para provar a existência da organização, reunimos uma série de pistas para mostrar que talvez O Sindicato possa ser uma ameaça ainda maior do que parece.

O que é O Sindicato?

No filme Missão: Impossível – Nação Secreta, foi revelado um projeto idealizado pelo agente Atlee do MI: 6, chamado de O Sindicato.

A princípio o projeto seria um programa de elite, em que seus agentes iriam operar fora das regras de espionagem, mas o projeto foi rejeitado pelo Primeiro ministro da Inglaterra.

Porém Atlee não desistiu e juntamente com o ex-agente do MI: 6, Solomon Lane, eles criaram O Sindicato, que se tornou uma força terrorista internacional, recrutando agentes que eram dados como desaparecidos ou mortos.

As ações do Sindicato

A primeira vez que Ethan Hunt ficou sabendo da existência do Sindicato, foi no filme Missão Impossível: Protocolo Fantasma, desde então a organização se tornou uma ameaça para Ethan e para a “FMI” (Força Missão Impossível).

As coisas começaram a piorar quando Solomon Lane tentou assassinar Ethan em Londres no filme Missão: Impossível – Nação Secreta. Apesar de Ethan e seus companheiros terem capturado Lane, O Sindicato se reorganizou e começou a funcionar com o nome de “Os Apóstolos”.

Já em Missão: Impossível – Efeito Fallout, vimos que existem agentes infiltrados tentando derrubar a FMI, como é o caso de August Walker da CIA (Henry Cavill), e o mais intrigante é que isso já havia acontecido antes.

Antigos vilões

Os membros do Sindicato tentam se infiltrar em agências de inteligência, e fazer com que seus agentes se tornem radicais, e entrem para a organização. Mas este processo pode ter começado bem antes do que imaginamos.

Diversos membros da FMI se tornaram traidores, e exemplos não faltam, o agente operacional Krieger (Jean Reno) quase liberou a Lista NOC (que é um lista com as operações secretas da FMI) no mercado negro, já em Missão Impossível 2, Sean Ambrose (Dougray Scott) desertou no meio de uma missão. Isso sem contar John Musgrave (Billy Crudup), diretor assistente da FMI em Missão Impossível 3, e Kurt Hendricks (Michael Nyquist) do filme O Protocolo Fantasma, ambos também comprometeram as operações.

Portanto, não é difícil deduzir que os vilões dos primeiros 4 filmes, já estavam trabalhando secretamente para O Sindicato.

A teoria pode se comprovar

Desde o primeiro filme o elenco da franquia Missão Impossível tem mudado bastante, com poucos atores permanecendo na série de filmes, porém um nome pode ser a chave de tudo, Eugene Kittridge (Henry Czerny), que no primeiro filme era um ex-diretor da FMI que acreditava que Ethan era um agente duplo.

A grande questão é: por que trazer o personagem de volta à franquia justamente agora ?
O escritor e diretor, Christopher McQuarrie, pode solucionar todas as questões que ficaram em aberto nos próximos dois filmes da franquia, Missão Impossível 7 e 8, unindo assim o futuro e o passado, revelando que O Sindicato sempre esteve por trás de tudo, e nos dando um desfecho triunfal.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio