Netflix tem o mais caro dos indicados a Melhor Filme do Oscar 2021

Veja quanto custaram as produções indicadas a Melhor Filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Forbes fez um levantamento dos orçamentos de todos os indicados a Melhor Filme do Oscar 2021.

O mais caro de todos, Os 7 de Chicago, da Netflix, não passou dos US$ 35 milhões, uma diferença considerável em relação ao maior orçamento do Oscar 2020, de US$ 160 milhões.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Judas e o Messias Negro aparece em segundo lugar na lista dos mais caros da categoria de Melhor Filme do Oscar 2021, com orçamento de US$ 26 milhões.

Mank, outra produção da Netflix e líder de indicações ao Oscar 2021 (10 no total), fecha o top 3 com orçamento de US$ 25 milhões.

Meu Pai (US$ 20 milhões), Nomadland (5 milhões) e Minari (US$ 2 milhões) completam o ranking dos indicados a Melhor Filme mais caros do Oscar 2021.

O Som do Silêncio e Bela Vingança não tiveram seus orçamentos divulgados, mas foram descritos como “muito baixos”.

Como vai ser a cerimônia

Embora a temporada de premiações de 2020-2021 tenha parecido um pouco diferente para a indústria cinematográfica, graças à pandemia de coronavírus, isso não significa que Hollywood não esteja fazendo tudo para comemorar os melhores filmes do ano no 93º Oscar.

Haverá diferenças, porém, e um pouco de agitação dos produtores Steven Soderbergh, Stacey Sher e Jesse Collins.

De acordo com a Associated Press, o evento principal será realizado na Union Station, centro ferroviário do centro de Los Angeles, em vez de sua tradicional casa no Dolby Theatre de Hollywood.

O público regular não estará lá, mas nem os discursos por chamada de vídeo: os indicados foram pressionados a comparecer pessoalmente, com precauções de segurança.

Para amenizar os temores de viajar de outros países, no entanto, haverá um centro para os indicados em Londres, conexões remotas por satélite, materiais pré-gravados e apresentações de Melhor Canção Original a acontecer durante o pré-show do Oscar, em vez de durante a transmissão em horário nobre.

“Vai parecer um filme, pois há um tema abrangente que é articulado de diferentes maneiras ao longo da cerimônia. Portanto, os apresentadores são essencialmente os contadores de histórias de cada capítulo”, disse Soderbergh à AP.

“Queremos que você sinta que não foi uma cerimônia feita por uma instituição. Queremos que você sinta que está assistindo a uma cerimônia feita por um pequeno grupo de pessoas que realmente atacou tudo que parece genérico, desnecessário ou falso.”

“Esse é o tipo de coisa que eu sinto falta quando assisto a cerimônias como esta. Uma voz. Precisa ter uma voz específica.”

Ele pretende que a premiação seja mais cinematográfica, menos afetada e mais voltada para a comunidade.

O Oscar 2021 acontece neste domingo, 25 de abril.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio