Veja a decepção que fãs da Netflix têm com Vozes e Vultos

Terror já está disponível na plataforma de streaming

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix aumenta cada vez mais seu catálogo e dessa vez com o terror Vozes e Vultos, que traz a clássica premissa de casa mal-assombrada.

Como já foi feito em obras anteriores – incluindo a primeira temporada de American Horror Story – vemos os problemas com a casa dialogando com as dificuldades no casamento entre os dois personagens centrais. Conforme a tensão entre George (James Norton) e Catherine (Amanda Seyfried) crescem, mais inquieta fica a casa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

George é professor de História da Arte, convidado a lecionar em uma faculdade de cidade pequena. Enquanto isso, Catherine precisa deixar seu trabalho e sua vida em Nova York para ficar em casa e cuidar da jovem filha, Franny.

Vozes e Vultos é baseado no livro All Things Cease to Appear, de Elizabeth Brundage, mas toma as necessárias liberdades para desenvolver sua trama.

O que pegou muitos de surpresa é o fato dos elementos sobrenaturais do filme ficarem em segundo plano durante maior parte da narrativa. Isso certamente não agradou muita gente, incluindo Josh Bell, do CBR.

O crítico considerou que o filme deixa a questão sobrenatural muito de lado, de forma rasa e, ao mesmo tempo, não desenvolve seus personagens centrais. Ele, no entanto, elogiou Amanda Seyfried como Catherine, que muitas vezes acaba levando o filme nas costas.

De fato, a atriz já provou seu talento e chegou a ser indicada ao Oscar por seu trabalho em Mank, também da Netflix. Bell considera que Vozes e Vultos é a história de Catherine, até mais que o livro.

Fãs reagem ao terror (ou à falta dele)

Nas redes sociais, muitos fãs estão ansiosos para assistir o filme. Grande parte do motivo que os atrai para a obra parece ser justamente Amanda Seyfried.

No momento da publicação desta matéria poucos ainda assistiram o filme e comentaram, mas quem já viu parece ter saído desapontado. Além da crítica especializada, a maioria está reclamando justamente da falta de terror no filme de terror.

Pelo jeito, simplesmente ter a indicada ao Oscar no elenco não bastou para fazer com que todos gostassem do longa-metragem.

Esse desapontamento está de acordo com a avaliação do filme da Netflix no site agregador de críticas Rotten Tomatoes. Atualmente, o longa-metragem conta com míseros 35% de aprovação, com 20 análises contabilizadas.

Vale apontar que essa nota pode melhorar – ou piorar – conforme mais análises forem publicadas.

Vozes e Vultos na Netflix

“Depois de trocar a cidade grande pelo interior, uma mulher descobre que seu marido e sua casa nova escondem segredos sinistros”, diz a descrição oficial do filme na Netflix.

O elenco de Vozes e Vultos, além de Amanda Seyfried e James Norton, conta com: Ana Sophia Heger, Charlotte Maier, Kristin Griffith, F. Murray Abraham (Amadeus), Natalia Dyer (Stranger Things) e Rhea Seehorn (Better Call Saul).

A direção é de Shari Springer Berman, indicada ao Oscar pelo roteiro de Anti-Herói Americano. Ela divide o cargo com Robert Pulcini. Eles próprios escreveram o roteiro, baseado no livro de Elizabeth Brundage.

Vozes e Vultos já está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio