50 Tons de Cinza muda o sexo para sempre; veja como

Primeiro livro da saga completa, em maio, 10 anos

Publicadohá pouco tempo
Por Victor
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Odiada por muitos e amada por outros, a franquia 50 Tons de Cinza nesse mês de maio completará 10 anos.

Tudo começou com o primeiro livro de E. L. James, que foi publicado em 2011. Polêmico, o romance se tornou o livro de bolso mais vendido de todos os tempos no Reino Unido e liderou por muito tempo a lista de mais vendidos em todo o mundo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com o sucesso, foi traduzido para 52 idiomas e gerou duas continuações.

A trilogia foi adaptada para o cinema, com Dakota Johnson como Anastasia Steele e Jamie Dornan como Christian Grey. Os longas foram lançados pela Universal Pictures e tiveram boas arrecadações, embora tenham sido detonados pela crítica.

Como a saga mudou o sexo

Com o aniversário de 10 anos de 50 Tons de Cinza chegando, o Metro UK decidiu entrevistar especialistas em sexo do Reino Unido, para que explicassem como a saga mudou o sexo para sempre.

A dona do blog Girl On the Net, focado em sexo, comentou: “50 Tons de Cinza popularizou o BDSM e abriu muitas conversas, não apenas sobre o tipo de sexo que Ana e Christian têm nos livros, mas em torno dos desejos das mulheres de forma mais ampla.”

“Quando comecei o blog, há 10 anos, tive que lutar muito para explicar que as mulheres podem e gostam de sexo, não estamos apenas trocando sexo por amor, presentes, conforto ou dinheiro.”

“O livro foi muito útil para que as pessoas começassem a falar mais sobre o que desejam sexualmente, o que teve um grande efeito cascata.”

“Não acho que 50 Tons de Cinza atrapalhou a questão do consentimento; é ficção, mas em grande parte graças às discussões públicas sobre o consentimento em 50 Tons de Cinza, estamos tendo conversas muito mais informadas sobre o assunto em nossas próprias vidas.”

Especialista em relacionamentos, Annabelle Knight disse: “50 Tons de Cinza teve um impacto gigante em tornar o sexo mais ‘aventureiro’ para milhões de casais. Bondage passou a não ser mais visto como uma atividade extrema, mas uma maneira divertida de misturar sua rotina e criar uma intimidade mais próxima.”

“Produtos que antes eram de nicho se tornaram os mais vendidos da noite para o dia.”

Dona de sex shops no Reino Unido, Calandra Balfour declarou: “Há 10 anos, era óbvio quando alguém lia 50 Tons de Cinza. Essas pessoas visitavam sex shops com a típica lista de compras: venda para os olhos, chicote, etc.”

“Antes disso, um par de algemas simples já era considerado picante.”

“O número de pessoas experimentando esses tipos de itens aumentou mil vezes e agora é completamente normal. As pessoas estão tendo mais aventuras agora.”

“Eu administro sex shops que estão sempre lotadas, as pessoas não se cansam.”

“O livro permitiu que as mulheres pedissem o que queriam sexualmente e não há como voltar com essa mudança de atitude. É aceitável ter vontades e desejos, e é aceitável falar sobre eles.”

No Brasil, a trilogia de cinema de 50 Tons de Cinza pode agora ser comprada ou alugada no YouTube e Google Play Filmes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio