História real de Eu Sou Todas as Meninas é mais brutal que filme da Netflix

Conheça o serial killer que inspirou o sucesso da plataforma

Publicado em 5/19/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Procurando se manter na dianteira do concorrido mercado das plataformas de streaming, a Netflix faz o possível para lançar conteúdos de qualidade – entre filmes, séries, documentários e reality shows – a cada semana. Recentemente, o filme Eu Sou Todas as Meninas conquistou fãs da companhia.

O filme estreou recentemente e se estabeleceu rapidamente entre os filmes mais assistidos pelo público brasileiro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Uma impiedosa detetive cria uma conexão com uma assassina que mata apenas membros de uma organização de tráfico de crianças”, afirma a sinopse do filme da Netflix.

Embora seja uma obra de ficção, o longa aborda um crime terrível que acontece com uma frequência assustadora na vida real.

Confira abaixo tudo sobre as inspirações de Eu Sou Todas as Meninas!

Eu Sou Todas as Meninas na vida real

Como a própria abertura do filme indica, Eu Sou Todas as Meninas é inspirado por eventos reais – mesmo com a trama em si sendo uma história fictícia.

De acordo com o site The Cinemaholic, a trama do filme da Netflix é inspirada pela história real de Gert van Rooyen, um pedófilo e serial killer que aterrorizou a África do Sul no final dos anos 80.

Cornelius Gerhardus van Rooyen nasceu em 1938, e começou sua vida de crimes nos anos 50, praticando pequenos roubos e invasões a domicílios. Com o tempo, o criminoso se tornou cada vez mais violento e depravado.

Junto com sua cúmplice Joey Haarhoff, Van Rooyen é considerado responsável pelo sequestro, estupro e assassinato de pelo menos 6 garotas – com idades entre 9 e 16 anos – no leste da África do Sul.

No início de 1990, após a fuga de sua vítima mais recente, Van Rooyen matou a parceria Haarhoff e depois cometeu suicídio.

Mesmo com as evidências incontestáveis contra a dupla, nenhum dos criminosos foi condenado oficialmente pelas mortes, já que faleceram antes de serem julgados. Os corpos das vítimas nunca foram encontrados.

Flippie Van Rooyen, o filho do serial killer, afirmou na época que três ministros do governo sul-africano também faziam parte de uma organização de tráfico de crianças, a qual o assassino era um colaborador assíduo.

A inspiração de Eu Sou Todas as Meninas pela história do serial killer é bastante explícita, já que o principal antagonista do longa é chamado Gert de Jager.

Eu Sou Todas as Meninas está disponível na Netflix. Veja abaixo uma das únicas fotos disponíveis de Gert Van Hooyen e Joey Haarhoff.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio