Netflix é acusada de plágio com vencedor do Oscar

Plataforma de streaming pode ter copiado outro filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dois Estranhos, da Netflix, ganhou o Oscar de Melhor Curta-Metragem no Oscar 2021. O filme foi acusado de ter plagiado outro curta-metragem, intitulado Groundhog Day For A Black Man.

Dois Estranhos gira em torno de Carter, um designer de quadrinhos, que está preso em um ciclo temporal. No fim de todos os ciclos ele é morto por um policial.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cineasta Cynthia Kao está acusando os criadores do curta-metragem de ter roubado a ideia de seu filme de 4 minutos, Groundhog Day for a Black Man.

Sua versão saiu em 2016 e traz a mesma premissa. Para piorar, conforme o Daily Dot, Kao foi abordada pelo NowThis após a morte de George Floyd, para usar o curta em noticiário, mantendo os créditos da cineasta. O NowThis é citado como contribuidor de Dois Estranhos, mas Kao não é creditada.

Essa acusação, no entanto, deve dar em nada, visto que direitos autorais nos EUA não protegem conceitos amplos e o filme da Netflix não copia diálogos, mas a premissa geral do outro curta-metragem.

Veja o trailer de Dois Estranhos, abaixo.

Netflix tem recordista de indicações ao Oscar 2021

Liderando a corrida do Oscar 2021, o filme Mank, da Netflix, conquistou o público brasileiro e está fazendo o maior sucesso entre cinéfilos e espectadores interessados na história do cinema e no desenvolvimento da sétima arte.

Dirigido por David Fincher, Mank é um filme em preto e branco sobre a Era de Ouro de Hollywood. O longa traz Gary Oldman como o personagem titular, um roteirista veterano contratado pelo pioneiro Orson Welles para escrever sua primeira obra cinematográfica: Cidadão Kane.

O filme conta também com Lily Collins, Monika Grossmann e Sam Troughton em seu elenco.

Mank tem 10 indicações ao Oscar 2021, incluindo Melhor filme, diretor para David Fincher, ator para Gary Oldman e atriz coadjuvante para Amanda Seyfried – a única importante categoria da qual ficou de fora foi roteiro.

Baseado em uma história real, Mank é o segundo filme biográfico de David Fincher, após A Rede Social, lançado em 2010.

Mank está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio