Tesouro perdido do Egito é encontrado quase 100 anos depois

Pesquisadores encontram evidências para localização de objetos roubados em descoberta de Howard Carter

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em novembro de 1922, o egiptólogo Howard Carter fez a maior descoberta da história da arqueologia egípcia. Ele encontrou a tumba do faraó Tutancâmon, praticamente intacta, no Vale dos Reis. 

No entanto, durante a escavação no local, Carter percebeu algumas evidências de roubo na sala dos tesouros. E, até então, esses objetos permaneceram perdidos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quase 100 anos após a descoberta da Tumba, o mistério finalmente está perto de ser solucionado: alguns pesquisadores descobriram novas pistas para a localização do tesouro perdido. 

O egiptólogo Frances T. Bone disse em entrevista que “essa pode ser a maior descoberta arqueológica do século” e que o valor do tesouro é “inestimável”. 

Movidos pela busca ao tesouro, alguns internautas já planejam excursões ao Egito para encontrar o ouro perdido. Será que eles vão conseguir?

Segundo Bone, a possível localização do tesouro está guardada a sete chaves e apenas algumas pessoas sabem apontar o caminho do ouro. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio