Publicidade

Contém spoilers

Conheça a trágica história real por trás de Paternidade na Netflix

Filme com Kevin Hart está emocionando fãs na plataforma

Publicado por Alexandre Guglielmelli

19/06/2021 09:30

Uma devastadora história real está no centro da trama de Paternidade, o novo filme de Paul Weitz na Netflix. O longa acompanha a história de Matthew Logelin, um pai que tenta honrar o legado de sua amada e criar a filha recém-nascida sozinho, após a inesperada morte da esposa.

O filme traz o ator e comediante Kevin Hart em uma performance bem diferente dos outros sucessos de sua carreira, contando também com Alfre Woodard, Lil Rel Howery e DeWanda Wise.

O longa está fazendo sucesso ao misturar momentos divertidos com uma história triste e extremamente tocante.

O site da revista Times falou mais sobre a história real por trás de Paternidade na Netflix; confira abaixo!

Paternidade na vida real

A história real do protagonista de Paternidade e sua esposa Liz foi contada inicialmente no blog de Matthew Logelin, no qual ele compartilhava atualizações sobre sua vida após a perda da parceira e as dificuldades em criar a filha recém-nascida sozinha.

O blog eventualmente se estabeleceu como uma grande linha de ajuda para pais e mães que sofriam com problemas similares.

Em 2011, Matthew escreveu o livro “Two Kisses for Maddy: A Memoir of Loss and Love” (Dois Beijos para Maddy: Memórias de Perda e Amor).

O livro abordou o casamento de Matthew, a morte de Liz e a criação da pequena Maddy.

Na vida real, Matthew e Logelin ficaram juntos por 12 anos. O casal se conheceu ainda na adolescência, e chegou a viver um relacionamento à distância na época da faculdade.

O casal oficializou a união em 2005, eventualmente se mudando para Los Angeles, e comprando a primeira casa alguns meses após Liz revelar estar grávida.

Como Logelin descreve em seu livro, a gestação de Liz não foi nada fácil, a esposa chegou a ficar internada por várias semanas antes do parto de Maddy.

“No período da noite, as visitas de funcionários do hospital eram menos frequentes. Liz e eu costumávamos fantasiar sobre o futuro com a nossa filha. A Liz falava sobre viajar pelo mundo, sessões de spa com mãe e filha, e um chá na luxuosa Livraria Huntington”, contou Matthew em seu livro.

Infelizmente, Liz não pôde compartilhar esses momentos de alegria com a filha. No dia seguinte ao parto de Maddy, Liz desmaiou ao tentar se levantar da cama.

Matthew correu com a esposa ao hospital, e na mesma hora, entendeu a gravidade da situação.

“Foi aí que caiu a ficha. Ela vai morrer, aqui, hoje, nesse hospital. Ela nunca vai poder segurar seu bebê”, lamentou o escritor.

O que aconteceu?

Liz sofreu uma grave embolia pulmonar, uma condição também conhecida como trombose pulmonar. O problema acontece quando um coágulo entope um dos vasos que transportam sangue ao pulmão, impedindo a chegada do oxigênio no órgão e a respiração.

Segundo o jornal médico Weill Cornell Medicine, a embolia pulmonar é uma das complicações mais severas relacionadas à gestações e partos. Até hoje, o problema é uma das principais causas de mortes maternas em países em desenvolvimento.

Publicado em 2011, o livro de memórias de Matthew Logelin se tornou um grande best-seller, conquistando tanto o público em geral quanto a crítica especializada.

“O livro é uma história ao mesmo tempo triste, real, dolorosa, tocante e animadora”, comentou o crítico do site The Hollywood Reporter.

Paternidade já está disponível na Netflix. Confira abaixo o trailer!

Publicidade