Publicidade

Inesperado

Steven Spielberg fecha surpreendente acordo com a Netflix

Empresa do cineasta produzirá conteúdo para o serviço de streaming

Publicado por Victor Carvalho

21/06/2021 18:56

Steven Spielberg é um dos diretores mais reverenciados de todos os tempos.

Qualquer cineasta adoraria ter um único filme tão amado pelo público quanto Tubarão, Jurassic Park ou O Resgate do Soldado Ryan e, ainda assim, Spielberg está por trás de todos eles.

Depois de décadas na indústria, o prolífico cineasta não diminuiu o ritmo nem um pouco, já que todos na indústria do entretenimento estão de olho em sua próxima adaptação de Amor, Sublime Amor.

É seguro dizer que sempre que Steven Spielberg levanta um dedo, a indústria do entretenimento percebe.

É por isso que é tão intrigante ver a nova jogada do diretor.

A Variety relatou (via Looper) que a empresa de entretenimento do diretor, Amblin Partners, assinou um acordo com a Netflix para dar ao serviço de streaming acesso para apresentar todos os seus mais novos filmes.

Ninguém sabe muito sobre o acordo até o momento. Ainda assim, o relatório indica que Amblin produzirá no mínimo dois filmes por ano para a plataforma de streaming, e há a possibilidade de Steven Spielberg dirigir alguns deles.

Não está claro quando exatamente esse novo acordo entrará em vigor ou se terá impacto no plano de lançamento de Amor, Sublime Amor.

Não é a primeira vez que as duas empresas trabalham juntas. A Amblin produziu Os 7 de Chicago, que acabou vendendo para a Netflix devido à pandemia de COVID-19.

Essa notícia é importante não apenas para saber onde você pode assistir aos novos filmes, mas também para o que isso significa para a indústria do cinema em sua totalidade.

Uma parceria inusitada

Steven Spielberg e Netflix não tiveram exatamente um relacionamento cordial no passado, e ele chegou ao ponto de tentar impedir que filmes originais da Netflix se qualificassem para indicações ao Oscar.

Após o Oscar de 2019, a seguinte declaração veio de um porta-voz da Amblin (via Indie Wire): “Steven acredita fortemente na diferença entre o streaming e a situação do cinema.”

“Ele ficará feliz se os outros se juntarem à sua campanha quando acontecer a reunião do Conselho de Governadores da Academia. Ele verá o que acontece.”

Parece que Spielberg mudou de tom nos últimos anos, já que a Amblin agora move todos os seus projetos do futuro próximo para a plataforma.

O anúncio inevitavelmente oferece à Netflix uma grande vantagem, agora que mais estúdios entraram no reino de streaming.

A Disney começou a lançar todos os seus títulos de alto nível no Disney+, mesmo que venha no Premier Access.

A HBO Max também faz parte de um grande experimento para a Warner Bros., onde filmes estreiam nos cinemas e no serviço de streaming simultaneamente.

Nos últimos anos, a Netflix fez um esforço significativo para trabalhar com autores como Martin Scorsese (O Irlandês) e Spike Lee (Destacamento Blood), e este acordo com Steven Spielberg certamente deixará as pessoas interessadas em manter suas contas ativas.

Spielberg até pareceu se alegrar com a oportunidade dessa colaboração.

Em um comunicado publicado pela Variety, o cineasta disse: “Na Amblin, a narrativa estará para sempre no centro de tudo o que fazemos, e desde o minuto em que Ted e eu começamos a discutir uma parceria, ficou claro que tínhamos uma oportunidade incrível de contar novas histórias juntos e alcançar o público de novas maneiras.”

Claro, o grande vencedor em tudo isso é o público, que agora tem mais maneiras de consumir entretenimento excepcional da maneira que mais deseja.

Ainda não foi anunciado o primeiro projeto da empresa de Steven Spielberg para a Netflix.

Publicidade