Por que Luca é tão diferente dos filmes da Pixar? Veja o motivo

No longa do Disney+ aposta em animação 2D para criar um belo estilo visual

Publicado em 22/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lançado recentemente pelo Disney+, o filme Luca está fazendo o maior sucesso com o público internacional! Ambientado na Itália, o longa acompanha a história do protagonista titular e seu amigo Alberto, dois jovens monstros marinhos que vivem as maiores aventuras como humanos em terra firme.

O filme é uma produção do diretor italiano Enrico Casarosa, que ficou conhecido por criar o curta-metragem La Luna, que venceu o Oscar de Melhor Curta Animado em 2011.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muitos fãs da Pixar perceberam que o filme tem um estilo de animação e visual diferentes de outros sucessos da companhia, como Toy Story, Wall-E e Up! Altas Aventuras.

Mas afinal de contas, por que essa mudança aconteceu? O site Looper falou tudo sobre o assunto; confira abaixo!

O visual diferente de Luca

Os lançamentos mais recentes da Pixar foram produzidos com computação gráfica, tornando os personagens e cenários os mais realistas possíveis.

Em Luca, no entanto, o diretor Enrico Casarosa convenceu a Pixar a utilizar um método “das antigas”: a animação 2D.

Segundo uma entrevista recente, o diretor contou com diversas influências dos filmes de Hayao Miyazaki produzidos pelos Estúdios Ghibli, como A Viagem de Chihiro e Meu Vizinho Totoro.

“Nós assistimos alguns filmes animados e depois conferimos toda a filmografia do Miyazaki, que já era conhecida por muitos animadores. Não foi difícil descrever essa estética”, contou o diretor.

Mike Venturini, o diretor de animação de Luca, revelou que o objetivo do filme era “apresentar decisões ilustrativas estilosas nos desenhos 2D, e ao mesmo tempo preservar a riqueza de detalhes que o público espera dos projetos da Pixar”.

Venturini afirmou também que os filmes mais “realistas” da Pixar também influenciaram o estilo visual de Luca.

“Se você analisa o Woody de Toy Story, por exemplo, percebe que suas pálpebras não têm formatos complexos como os dos personagens humanos. Mas mesmo assim, conseguimos transmitir uma grande gama de emoções com o personagem”, afirmou Venturini.

La Luna, o elogiado curta metragem de Enrico Casarosa, também foi essencial para a criação do estilo de Luca.

“La Luna é muito poético. Procuramos repetir isso em Luca, em sua essência”, comentou a produtora Andrea Warren, em entrevista ao Entertainment Weekly.

Embora Luca represente uma importante mudança criativa na Pixar, o estúdio trabalha atualmente com diversos tipos de animação.

No ano passado, por exemplo, a Pixar lançou um raro curta 2D chamado KitBull, como parte da SparksShorts, um projeto especial do Disney+.

“Não queremos ficar estagnados. Como artistas, não gostamos de fazer a mesma coisa duas vezes. Estamos procurando por oportunidades para expandir uma história já conhecida em uma sequência ou simplesmente tentar algo novo”, comentou Venturini.

Segundo o especialista em animação, “para os artistas da Pixar, 2021 é um ano bastante emocionante”.

Luca já está disponível na Disney+. Confira abaixo o trailer legendado!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio