Publicidade

Previsão

Vin Diesel revela quando fãs terão sequência de Velozes e Furiosos 9

Ator já tem ideia de quando os dois filmes finais da franquia devem chegar

Publicado por Bruno Tomé

28/06/2021 08:23

Velozes e Furiosos 9 abre o arco final da franquia. Vin Diesel revela que os dois filmes finais podem chegar, respectivamente, em 2023 e 2024.

Em conversa com o Digital Spy, o Dom de Velozes e Furiosos comentou sobre o planejamento da produção. Velozes e Furiosos 10 e Velozes e Furiosos 11 devem ser gravados juntos.

Após esse trabalho, a ideia da franquia seria disponibilizar um filme por ano. Já está confirmado que os longas fecham a história principal de Velozes e Furiosos.

“É uma produção conjunta. As datas alvos são fevereiro de 2023 para o primeiro e fevereiro de 2024 para o segundo. Deveríamos ter lançado o 9 no ano passado antes da pandemia. O que muda é que teremos um ano de pré-produção e desenvolvimento para Velozes e Furiosos 10. E eu dando essas entrevistas é bizarro porque tenho que voltar ao nono. Celebro o lançamento do 9, mas tenho muito mais a comemorar”, contou Vin Diesel.

Além desses filmes, Velozes e Furiosos ainda deve ganhar derivados. A franquia promete continuar de outras formas.

Velozes e Furiosos 9 no cinema

“Dom Toretto, de Vin Diesel, está levando uma vida tranquila fora das pistas com Letty e seu filho, o pequeno Brian, mas sabem que a qualquer momento, isso pode mudar. Desta vez, uma ameaça forçará Dom a confrontar os pecados de seu passado e salvar aqueles que ele mais ama”, começa a sinopse.

“Sua equipe se une contra uma trama mundial liderada por um assassino e motorista de alto desempenho: um homem que também é o irmão abandonado de Dom, Jakob”, diz a sinopse do filme.

O elenco traz os nomes de Vin Diesel, Ludacris, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson, John Cena e Michael Rooker. John Cena é Jakob, que parece ter papel de destaque no longa como irmão de Dom.

Velozes e Furiosos 9 está em cartaz nos cinemas. Os espectadores devem levar em conta as regras e orientações por conta da pandemia do coronavírus (covid-19).

Publicidade