A Última Carta de Amor tem paralelos secretos entre Ellie e Jennifer

Diretora explica os detalhes sutis da produção da Netflix

Publicado em 27/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em A Última Carta de Amor, Ellie Haworth descobre cartas de amor esquecidas dos anos 60. Fascinada pelo conteúdo das correspondências, a personagem busca por respostas sobre seus autores. Sua pesquisa leva à história de Jennifer Stirling. O filme da Netflix apresenta diversos paralelos sutis entre as duas personagens.

Jennifer, a personagem de Shailene Woodley, é uma americana expatriada, que vive um affair extraconjugal com Anthony O’Hare, um correspondente internacional que recebe a tarefa de criar o perfil do marido da jovem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ellie, uma mulher moderna que desiste do amor após o fim de um relacionamento de 8 anos, e Jennifer, uma socialite dos anos 60, são mais parecidas do que imaginam, mesmo protagonizando duas histórias completamente diferentes.

O site Insider revelou tudo sobre a conexão entre as personagens; confira abaixo.

Os paralelos em A Última Carta de Amor

Em uma entrevista ao site Insider, a diretora Augustine Frizzell revelou que colocou alguns detalhes sutis no longa, para unificar as histórias de Ellie e Jennifer, mesmo com a estrutura narrativa dividida em duas partes.

“O que nós tentamos fazer para ligar essas duas histórias foi repetir os elementos visuais de uma maneira que não fica expressa em destaque, mas que se estabelece no subconsciente dos espectadores”, comentou a cineasta.

Em uma das primeiras cenas do longa, Ellie aparece perto de um café com uma fachada pintada de amarelo e branco. As cores foram escolhidas para corresponderem às da cadeira de lounge que Jennifer sentou no sul da França.

Os cronogramas de gravação dos atores dos anos 60 só se juntaram aos dos colegas atuais em um dia de gravação, em suas cenas na redação jornalística.

A diretora confirmou que o elenco e a produção utilizaram o mesmo espaço para os escritórios de Ellie e Anthony, o que faz sentido, já que os dois personagens são jornalistas que trabalham no London Chronicle, apenas em décadas diferentes.

No entanto, existem algumas diferenças entre as decorações das eras, criadas para fazer com que cada cena seja reconhecida pelos espectadores.

Na casa de Jennifer em Londres, a cama da personagem conta com uma cabeceira decorada por um padrão geométrico em azul e dourado. O padrão é bastante semelhante ao papel de parede do quarto de Ellie.

Já em uma das últimas cenas do longa, na qual Jennifer corre para a redação de Anthony, a personagem aparece utilizando um casaco parecido com o de Ellie, mas da cor bege.

“Temos muitos detalhes como esse, criando a conexão entre essas duas personagens”, comentou a diretora.

A Última Carta de Amor está disponível na Netflix; veja o trailer abaixo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio