Publicidade

Contém spoilers

As semelhanças entre It: A Coisa e Rua do Medo

Franquia baseada nos livros de R. L. Stine está fazendo o maior sucesso na Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

10/07/2021 21:00

A franquia Rua do Medo está fazendo o maior sucesso na Netflix. Dos três filmes da saga, dois já estão disponíveis na plataforma. Fãs não perceberam, mas a trilogia conta com semelhanças importantes com It: A Coisa: um elenco jovem, vilões sobrenaturais, alto nível de violência, vibe de nostalgia e base narrativa na literatura.

Os dois filmes de It: A Coisa foram lançados respectivamente em 2017 e 2019. Antes disso, a trama de Stephen King foi adaptada como minissérie, com Tim Curry no papel do palhaço Pennywise.

Rua do Medo tem tudo para se estabelecer como um dos maiores sucessos da Netflix em 2021, tanto em relação à aprovação crítica quanto na opinião do público.

Enquanto Rua do Medo: 1666 não estreia, confira abaixo as principais semelhanças entre It: A Coisa e Rua do Medo.

Elenco jovem

Tanto It: A Coisa quanto a franquia Rua do Medo contam com elencos formados principalmente por jovens e adolescentes. 1994 e 1978, os dois primeiros filmes da saga, trazem Deena e Ziggy como protagonistas, e ambas são interpretadas por jovens atrizes: Kiana Madeira e Sadie Sink (a Max de Stranger Things).

Como o segundo filme é ambientado em um acampamento de verão, não é uma surpresa o fato da maioria dos personagens serem adolescentes. No caso de It: A Coisa, o elenco jovem (formado por atores como Finn Wolfhard e Sophia Lillis), protagonizou o primeiro filme, e retornou em participações especiais no segundo.

Vilão sobrenatural

Um dos aspectos mais interessantes de Rua do Medo é sua vilã. Fãs que já conferiram 1994 e 1978 sabem que os assassinos da franquia são comandados pelo espírito da bruxa Sarah Fier, que amaldiçoa a cidade de Shadyside por séculos. A origem da antagonista será revelada no terceiro filme, ambientado em 1666.

Em It: A Coisa, o vilão é uma entidade interdimensional assustadora, que emerge em um período específico para se alimentar do medo e dos corpos de crianças e jovens de Derry, Maine. O antagonista também tem o poder de assumir diversas formas diferentes, e a mais conhecida é a do palhaço Pennywise.

Baseados em livros

Rua do Medo é baseada nos livros de R. L. Stine, escritor americano famoso por suas histórias de terror voltadas para o público infanto-juvenil. – como a franquia Goosebumps. Em uma carreira de várias décadas, o autor escreveu mais de 300 livros, que venderam mais de 350 milhões de cópias no mundo inteiro.

It: A Coisa, é baseado no livro homônimo escrito por Stephen King, um dos maiores autores de terror de todos os tempos. O livro é a segunda obra mais extensa da carreira do autor, perdendo apenas para The Stand.

Violentos e brutais

Um dos elementos mais surpreendentes de Rua do Medo é a brutalidade das mortes. O filme não se esquiva de mostrar os momentos mais violentos com destaque e estilo. Em uma das cenas mais impressionantes do primeiro filme, a personagem de Julia Rehwald tem a cabeça completamente destruída por um fatiador industrial de pão.

Em It: A Coisa, as mortes também são extremamente violentas. Um dos momentos mais chocantes é o assassinato do pequeno Georgie, irmão do protagonista Bill. O personagem tem o braço arrancado e é consumido completamente por Pennywise.

Vibe nostálgica

Adotando elementos típicos de Stranger Things, Rua do Medo aposta em uma vibe nostálgica para conquistar os fãs. O primeiro filme é ambientado nos anos 90, e arrasa com o estilo e trilha sonora da época. Já o segundo longa traz a trama para o final dos anos 70, já introduzindo elementos dos anos 80.

E falando em anos 80, It: A Coisa também é ambientado na década (pelo menos o primeiro filme). Por causa disso, o longa também foi comparado a Stranger Things na época de seu lançamento. As semelhanças se completaram pela presença de Finn Wolfhard, o Mike da série da Netflix, no elenco.

Rua do Medo: 1994 e Rua do Medo Parte 2: 1978 estão disponíveis na Netflix.

Publicidade