Explicamos o final de Rua do Medo: 1994, novo terror da Netflix

Filme arrepiante é o primeiro capítulo da trilogia com Maya Hawke e Sadie Sink

Publicado em 2/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Rua do Medo: 1994, o mais novo terror da Netflix, termina de maneira surpreendente. Josh, o personagem de Benjamin Flores Jr. revela que a verdadeira assassina por trás dos assassinatos de Shadyside é Sarah Fier, uma mulher executada por supostamente praticar bruxaria em 1666.

Antes de sua morte, a feiticeira conjura uma maldição que a permite causar caos em Shadyside por séculos no futuro. A história da bruxa também é conectada à canção de ninar que ficou especialmente popular após a morte de Sarah.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em seus últimos momentos, a bruxa corta a palma da própria mãe e utiliza o sangue para lançar seu encantamento demoníaco, que assola a cidade por mais de 350 anos.

A primeira vítima de Sarah foi Cyrus Miller, um pastor que assassinava crianças e cortava seus olhos, também em 1666, e Ryan Torres, o cadáver mais recente.

O desfecho surpreendente de Rua do Medo: 1994

O filme também revela que Sarah Fier tem a habilidade de possuir corpos de pessoas desequilibradas, usando-as para praticar sua vingança contra os responsáveis por sua execução e seus descendentes.

Quando Deena e seus amigos matam os assassinos, eles simplesmente voltam à vida, devido à maldição de Sarah. Nem explodir o corpo em mil pedaços é suficiente para parar os antagonistas do longa.

O desfecho também revela que o único salvo de Sarah, pelo menos em 1994, era Sam, já que o personagem havia tocado os ossos da bruxa com seu próprio sangue após o acidente.

Os jovens, então, retornam ao local da batida e descobrem que o acidente aconteceu exatamente sobre a sepultura de Sarah. Os personagens enterram novamente os ossos, com esperanças de parar os assassinos, mas a estratégia acaba não dando certo.

O destino de Simon e Kate

De acordo com o site CinemaHolic, Simon e Kate estão realmente mortos no fim de Rua do Medo: 1994. Após descobrirem que, para matar os assassinos, Sam deveria morrer, eles criam um plano.

Lembrando do que aconteceu com o irmão mais velho de Simon, eles sugerem que Sam deveria sofrer uma overdose de drogas, e após a morte dos assassinos, ser trazida de volta com injeções de adrenalina.

No entanto, os matadores chegam antes de Sam tomar as drogas, obrigando Deena a afogá-la em um aquário.

Enquanto isso, o Máscara de Caveira mata Sam, e o Assassino do Machado mata Simon. Os três matadores mortos-vivos se aproximam de Deena, Sam e Josh, mas quando Sam morre, eles desaparecem imediatamente.

Deena tenta desesperadamente trazer Sam de volta, e eventualmente consegue. Os dois haviam procurado a polícia após o primeiro encontro com o Máscara de Caveira, mas Nick não acreditou.

Dessa vez, eles dizem que não testemunharam nada, e que apenas caíram em pedaços de vidro. Kate e Simon acabam culpados por tudo.

Quem é C. Berman?

Em sua casa, Deena recebe um telefonema de C. Berman (Gillian Jacobs), a única sobrevivente do Acampamento Nightwing, que diz que a história ainda não acabou.

A cena, então, muda para um altar no que parece ser uma caverna. Uma pessoa com trajes de bruxa conjura um feitiço, e o nome de Sam aparece em uma pedra, logo abaixo do nome de Ryan.

Sam, subsequentemente, fica possuída e apunhala Deena. Felizmente, Deena consegue amarrar Sam com um cabo de telefone. Josh e ela prometem a Sam que vão recuperar seu espírito.

O filme termina com Josh e Deena visitando Berman, que começa a contar os eventos que aconteceram no Acampamento Nightwing em 1978.

Ou seja, o filme de Rua do Medo: 1994 inicia efetivamente a história da sequência, ambientada em 1978.

Rua do Medo: 1994 já está disponível na Netflix. As próximas duas sequências do longa estreiam respectivamente em 9 e 16 de julho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio