Romance da vida real fez diretora trabalhar em A Última Carta de Amor

Apesar de ser baseado em famoso livro, filme da Netflix também tem ligação com outra história

Publicado em 26/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O romance na vida real da diretora Augustine Frizzell levou a cineasta a assumir o projeto de A Última Carta de Amor. Como se sabe, o filme da Netflix é baseado no livro de mesmo nome de Jojo Moyes.

Mas, a adaptação conta com essa camada extra de um romance da vida real. Ao Insider, a diretora lembra que quando recebeu o projeto, logo se identificou com a protagonista Ellie Haworth, de Felicity Jones.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No filme, Ellie termina um relacionamento de oito anos e para de acreditar no amor. Augustine viu uma ligação na trama de A Última Carta de Amor com o romance dela com David Lowery.

“Quando eu li o roteiro, eu pensei, ‘Oh, meu Deus, somos nós’”, contou a diretora. Atualmente, os dois estão juntos há 11 anos. Mas, a história do casal é bem mais longa.

O romance da vida real

Ao Insider, a diretora de A Última Carta de Amor contou a história dela com o também cineasta. Realmente, a relação dos famosos podia ser um filme.

Augustine Frizzell e o cineasta começaram a namorar em 2001, quando ela, também atriz, atuou num curta dele. Os dois, porém, se separaram e ficaram oito anos afastados.

“Eu nunca tinha desejado que a gente ficasse junto naqueles oito anos porque tínhamos muito o que viver e o que crescer”, contou a diretora da Netflix.

Em 2009, os cineastas voltaram a se encontrar. David Lowery, então, convidou Augustine para a estreia de um filme dele no Festival de Dallas e os dois foram jantar. A partir do reencontro, começaram a trocar mensagens.

De cartas e e-mails, os dois começaram a se apaixonar. A cineasta de A Última Carta de Amor tomou a iniciativa.

“Estou 100% apaixonada por ele, como desesperadamente apaixonada. Eu não sei se ele pensa em mim apenas como amiga, mas eu não me importo, vou com tudo para isso. Vai me destruir ou vou encontrar o amor da minha vida”, contou Augustine sobre o que pensou na época que voltou a namorar Lowery.

Após a declaração, o diretor foi até Augustine e em duas semanas os dois estavam noivos. No ano seguinte, se casaram.

A escritora e diretora revelou ainda que se apaixonou enquanto lia Crepúsculo. Essa é mais uma conexão com o romance da Netflix, em que a protagonista volta a amar ao ler outra história.

A Última Carta de Amor está na Netflix

A Última Carta de Amor é baseado no livro de mesmo nome de Jojo Moyes, e conta a história de uma jornalista que descobre sobre cartas de amor do ano de 1965, e enquanto as investiga, começa a se relacionar com um arquivista.

O filme é estrelado pela atriz Felicity Jones, mais conhecida por Rogue One: Uma História Star Wars. Além disso, traz ainda Shailene Woodley, Callum Turner, Joe Alwyn e Nabhaan Rizwan no elenco.

Para os fãs do livro, A Última Carta de Amor também é recomendado na Netflix. A história muda pontos da obra literária, dando novidades também para os leitores.

Como citado anteriormente, a direção é de Augustine Frizzell.

A Última Carta de Amor pode ser visto na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio