Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmica

A Barraca do Beijo 3 mostra que amado personagem é tóxico

Reviravolta na comédia romântica da Netflix não dá boa impressão

Publicado por Bruno Tomé

13/08/2021 18:30

Alerta de spoilers

Lee é o personagem mais tóxico e A Barraca do Beijo 3 mostra isso. Desde o primeiro filme na Netflix, o personagem mostra ter um lado manipulador e em que simplesmente não ouve os outros.

Elle e Lee sempre foram melhores amigos. Por conta disso, a personagem teve até que esconder o romance com Noah, irmão dele, porque o garoto simplesmente não o suportava, muito por anos de bullying na infância.

Continua depois da publicidade

Essa situação poderia ter sido isolada. Mas, A Barraca do Beijo 3 mostra que Lee é o personagem que menos cresce, continuando com a atitude tóxica.

O principal ato é sempre querer controlar Elle na Netflix. Isso começa no primeiro A Barraca do Beijo e continua durante os três filmes.

Lee é quem menos cresce em A Barraca do Beijo

No primeiro A Barraca do Beijo, Lee chega a confrontar Noah, sem perceber que o irmão dele e Elle realmente se amavam. Depois, o personagem segue com o desejo de que a melhor amiga vá para Berkeley com ele, sem pedir o que ela quer.

Lee simplesmente fica preso nos velhos sonhos de infância. Ao mesmo tempo, o personagem não quer entender que pessoas como Noah podem evoluir.

Com tudo isso, o personagem fica tentando controlar Elle e esquece de Rachel, a própria namorada. A decisão dela em A Barraca do Beijo 3, de terminar com ele, é acertada, mesmo que por alguns outros motivos.

No namoro com Rachel, Lee quer sempre controlar tudo e manipula as situações. Como, por exemplo, quando a namorada dele só quer algum espaço em relação a Elle, mas ele não se importa; ou quando ele diz que pode largá-la, se Elle deixasse Noah.

No fim, por sorte, Elle toma a própria voz e faz o que quer. Mas, resta a dúvida se Lee realmente aprendeu algo com A Barraca do Beijo 3.

A Barraca do Beijo 3 pode ser visto na Netflix.

Publicidade