A conexão de Galactus com Eternos na Marvel

Vilão é constantemente confundido com um Celestial, mesmo não sendo um

Publicado em 24/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após o lançamento do trailer de Eternos, alguns chegaram à conclusão de que a filmagem mostrava a estreia de Galactus no MCU. Não é o caso, porque o personagem mostrado é só um Celestial e Galactus não é dessa espécie, mas ainda existe uma conexão entre eles (via Screen Rant).

Em uma história em quadrinhos de Thor de 1969, Galactus contou ao Deus do Trovão sua história de origem. De acordo com Galactus, cujo nome verdadeiro é Galan, ele vem de um planeta utópico esquecido chamado Taa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois que a maioria de seus habitantes morreu de uma doença conhecida como Peste Rastejante, Galan e os outros sobreviventes embarcaram em uma nave espacial e traçaram um curso para uma estrela enorme, basicamente para cometer suicídio da maneira mais extraordinária que pudessem imaginar.

Todos eles morreram, exceto Galan, que foi lentamente transformado pela radiação em Galactus. Como resultado do processo pelo qual passou, Galactus descobriu que precisava continuar absorvendo energia para sobreviver.

Anos depois, a Marvel Comics estabeleceu que o nascimento de Galactus aconteceu antes do renascimento do multiverso, um evento que na verdade foi causado pelas atividades dos Celestiais. Galactus aparentemente foi criado para ajudar a manter o equilíbrio que foi anteriormente interrompido pelos Celestiais.

Tem sido afirmado que o nível de poder de Galactus é comparável ao dos Celestiais. Como é o caso deles, há apenas um pequeno número de entidades no multiverso que superam Galactus em termos de poder absoluto.

Galactus e os Celestiais são diferentes

Dito isso, as naturezas desses personagens são completamente diferentes. Os Celestiais criam vida, enquanto o propósito de Galactus é destruí-la.

Nenhum deles é fundamentalmente bom ou ruim, mas são essenciais para preservar o equilíbrio. Não haver um ser como Galactus para evitar a superpopulação foi o que resultou na destruição do multiverso em primeiro lugar.

Ainda assim, embora Galactus não seja um dos Celestiais, é completamente possível que sua origem seja alterada no MCU para que ele seja abordado como parte dessa espécie. Se isso vai acontecer há de ser visto, até porque o personagem ainda não está confirmado para aparecer no universo compartilhado.

Eternos, da Marvel, estreia em 5 de novembro.

Filmes da Marvel podem ser assistidos pelo Disney+. Clique aqui para assinar o serviço de streaming.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio