Explicado por que Para Todos os Garotos que Já Amei supera A Barraca do Beijo

Ambas as trilogias de comédia romântica estão disponíveis na Netflix

Publicado em 28/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente, a franquia A Barraca do Beijo lançou seu terceiro e último capítulo. A história ofereceu um final bastante criativo para a história de Elle, mas deixou parte dos fãs decepcionados. De acordo com o site Screen Rant, a estreia do último filme provou que a saga de Joey King e Jacob Elordi não supera Para Todos os Garotos que Já Amei, a outra comédia romântica teen mais popular da Netflix.

Para Todos os Garotos que Já Amei também conta com 3 filmes, e acompanha a história de Lara Jean Covey (Lana Condor), e as cartas de amor que a protagonista escreve para seus crushes de escola – reveladas sem seu consentimento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O primeiro filme acompanha o relacionamento falso da personagem com Peter Kavinsky (Noah Centineo), e a sequência traz a chegada de John Ambrose (Jordan Fisher). Já o último filme fala sobre a pressão da vida universitária sobre o relacionamento de Lara Jean e Peter.

Enquanto isso, A Barraca do Beijo introduz os melhores amigos Elle Evans (Joey King) e Lee Flynn (Joel Courtney); e complica a dinâmica da dupla quando a protagonista começa a namorar Noah (Jacob Elordi), o irmão mais velho de Lee.

A Barraca do Beijo e Para Todos os Garotos que Já Amei – Qual é a melhor?

Segundo o Screen Rant, embora as duas trilogias apresentam premissas bastante diferentes, elas compartilham diversos temas narrativos, principalmente os clichês relacionados ao amadurecimento e às comédias românticas.

Por causa disso, as duas franquias sempre são alvos de comparação. Com o lançamento do terceiro A Barraca do Beijo, é fácil entender por que Para Todos os Garotos que Já Amei é (largamente) considerada melhor que a trilogia concorrente.

O primeiro filme de Para Todos os Garotos que Já Amei é considerado o melhor da saga, mas as sequências mantém o nível de qualidade, principalmente se comparadas a A Barraca do Beijo, que só piorou com o tempo.

Uma das principais vantagens de Para Todos os Garotos que Já Amei em relação à competição é a caracterização dos personagens.

Embora Lara Jean e Peter cometam diversos erros catastróficos no decorrer da franquia, ambos os personagens são pessoas genuinamente boas, que aprendem com as falhas e amadurecem.

Por outro lado, os personagens de A Barraca do Beijo, de acordo com o Screen Rant, não tiveram quase nenhum crescimento pessoal.

A Barraca do Beijo 3 é um filme redundante, já que a maioria dos temas já havia sido abordada nos filmes anteriores. O salto temporal de 6 anos, que mostra Elle, Noah e Lee mais maduros, foi visto como forçado por muitos fãs. Afinal de contas, o filme não mostra como os personagens amadureceram.

No final das contas, Para Todos os Garotos que Já Amei é uma franquia bem sucedida, principalmente pela maneira como aborda seus temas principais. Mesmo contando com alguns problemas, a trilogia oferece um bom olhar sobre o amadurecimento de dois jovens adultos.

A Barraca do Beijo, por sua vez, se leva muito a sério. Os personagens passam pelos mesmos problemas repetidamente, e costumam assumir proporções exageradas dessas dificuldades.

As trilogias A Barraca do Beijo e Para Todos os Garotos que Já Amei estão disponíveis na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio