O filme de suspense da Netflix que deixa fãs de olhos arregalados

Longa chegou ao catálogo e até fez bastante sucesso com ator de X-Men

Publicado em 29/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se você está procurando um mistério envolvente com talento de atuação de primeira linha, a Netflix tem um filme para você.

O filme O Recepcionista teve uma sólida entrada nos mais assistidos do serviço de streaming. O longa-metragem é estrelado por Tye Sheridan (X-Men: Fênix Negra) como Bart, um recepcionista de motel com uma inclinação para espionar as pessoas – e que vê muito mais do que quer.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Recepcionista tem uma equipe interessante tanto na frente quanto atrás das câmeras. Sheridan, talvez mais conhecido por seu papel principal em Jogador Nº 1 de Steven Spielberg e por retratar a versão mais jovem de Scott Summers (também conhecido como Ciclope) nos filmes dos X-Men, é um jovem ator extremamente capaz.

O filme o envolve com um excelente elenco de apoio, que inclui Ana de Armas (Entre Facas e Segredos), Helen Hunt (Mad About You) e John Leguizamo (Olhos que Condenam).

O filme foi escrito e dirigido por Michael Cristofer, que no final dos anos 70 ganhou os prêmios Pulitzer e Tony por sua produção teatral da Broadway, The Shadow Box.

Ele escreveu roteiros para filmes como As Bruxas de Eastwick e A Fogueira das Vaidades, dirigiu filmes como Gia – Fama e Destruição e Pecado Original (ambos ajudaram a tornar Angelina Jolie uma estrela), e até apareceu como ator em um conjunto de séries de televisão e filmes – mais recentemente como Phillip Price na série americana de sucesso Mr. Robot.

O Recepcionista é a primeira vez que Cristofer assume a cadeira de diretor desde 2001 e, para os telespectadores da Netflix, está atingindo o ponto ideal.

Suspense da Netflix

Bart é um jovem que vive com a síndrome de Asperger. Ele trabalha no solitário turno da noite na recepção do hotel Mercer. Sem o conhecimento de ninguém, ele instalou cinco câmeras de vigilância em uma das salas, mas não para fins nefastos.

Ele usa a filmagem, que pode ser acessada com seu laptop, para tentar compreender melhor como envolver as pessoas na conversa e aliviar sua própria dificuldade social.

Uma noite, uma mulher chamada Karen faz check-in e Bart dá a ela seu quarto com as câmeras. Ele completa seu turno, pega um sorvete e vai para casa, onde fica de olho em Karen. Inesperadamente, um homem aparece – e é quando tudo começa a ficar ruim para Bart.

Há uma violenta altercação, ele toma a infeliz decisão de voltar ao hotel e tentar ajudar Karen. A jovem acabou morta por um tiro, com Bart aparentemente a única pessoa por perto.

Bart consegue remover a maior parte de seu equipamento de vigilância, mas é interrogado por um suspeito detetive da polícia (Leguizamo) e transferido para um hotel diferente.

Lá, em seu primeiro turno, ele prontamente conhece outra jovem atraente (de Armas), que se interessa por ele. Torna-se aparente, porém, que ela sabe mais sobre a situação dele do que está revelando – e que ela tem uma agenda misteriosa que pode significar a ruína do personagem principal.

No Brasil, O Recepcionista está agora disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio