Publicidade

Lançamento

Explicamos o final de Kate, da Netflix

Filme cheio de ação é estrelado por Mary Elizabeth Winstead, de Aves de Rapina

Publicado por Victor Carvalho

10/09/2021 21:15

Contém spoilers

Ficou confuso ou não prestou a devida atenção no final de Kate, da Netflix? Aqui está uma explicação sobre o que acontece.

Kate é estrelado por Mary Elizabeth Winstead, de Aves de Rapina e Scott Pilgrim contra o Mundo. A produção da Netflix vem recebendo muitas comparações com John Wick, de Keanu Reeves, desde que foi anunciada.

Nem tudo é o que parece em Kate. Continue lendo para conferir o que acontece no encerramento do novo filme de ação da Netflix (via Digital Spy).

Final explicado

Começamos com Kate em um trabalho (eliminar a família Kijima um por um), mas o único alvo masculino, o líder da família Kijima, logo é acompanhado por sua filha, uma violação do protocolo “sem crianças” de Kate.

Ela recebeu ordens de dar o tiro, mesmo que isso significasse matar a garota ou deixá-la traumatizada, então Kate o faz e observa enquanto a garota grita por ajuda sobre o cadáver de seu pai.

Traumatizada com o que fez, Kate quer se aposentar. Varrick dá a ela um último trabalho, mas depois de uma noite fora com um homem chamado Stephen (Michael Huisman, de Game of Thrones), uma Kate doente erra o tiro e descobre que foi envenenada com Polônio-204.

Kate rastreia Stephen, que revela que o envenenamento foi encomendado pela família Kijima.

Kate rastreia vários gangsters até que ela descobre que a sobrinha de Kijima, Ani (Miku Martineau), poderia levá-la até ele, então Kate a sequestra, apenas para ela revelar que Kijima não se importa com ela. A família Kijima tenta matá-la, mas Kate salva a vida de Ani e concorda em levá-la junto para encontrar Kijima.

Elas decidem encontrar Renji, braço direito de Kentaros e a única pessoa com quem ele fala diretamente, através do namorado de Renji, Jojima, e se envolvem em uma luta mortal na qual Ani mata Jojima.

Elas vasculham a casa e encontram um tablet que revela a localização de Renji, e elas emboscam Renji.

Ele só sabe que Kijima foi para “estar entre a família”, mas Ani sabe onde é: a antiga casa da família. Kate liga para Varrick para dizer a ele que ela encontrou Kijima, e sua última missão será matá-lo; ela se despede dele.

Kijima revela a Kate que Renji e Varrick se uniram para matar o pai de Ani (o seu alvo na primeira cena) porque Renji estava com ciúmes e queria assumir o controle, e agora envenenou Kate para que ela não descobrisse. Enquanto isso, Varrick encontra Ani e diz a ela a verdade que Kate é quem matou seu pai.

Ouve-se um tiro e Kate sai da casa, mas Ani está tão zangada com ela que atira nela e entra no carro de Varrick. Kate se recupera, e Kijima, que ela não matou, vem dar a ela uma faca para que ela resgate Ani e mate Varrick.

Varrick e Renji discutem e Varrick, zangado com Renji por envenenar Kate, diz que não teria matado Kate se pudesse tê-la convencido a permanecer como uma assassina. Os homens colocam suas divergências para trás, e Renji dá as boas-vindas a Varrick na Yakuza.

Enquanto isso, Kate e Kijima procuram Renji – Kijima para lidar com ele, enquanto Kate irá lidar com Varrick e salvar Ani. Kate tomou sua injeção final de adrenalina, dando-lhe uma hora de vida para matar Varrick.

Renji e Kijima se encontram e lutam pela liderança; Kijima mata Renji. Kate luta para encontrar Varrick apontando uma arma para a cabeça de Ani. Eles se confrontam, e cada um atira no estômago do outro; Varrick morre e Ani ajuda Kate a sair, mas ela também morre, com Ani a perdoando por matar sua família.

Tematicamente, o filme explica muito bem o que está tentando dizer: a ganância que consome Renji e Varrick é uma doença particularmente ocidental, um imperialismo cultural que é perigoso para todos e deve ser interrompido.

Kate já está disponível para assistir na Netflix.

Publicidade