Como Suzane Richthofen vai para faculdade mesmo cumprindo pena

Protagonista dos filmes do Prime Video cursa Farmácia em universidade paulista

Publicado em 05/10/2021 19:15
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O interesse do público pelo caso Richthofen foi revivido graças ao lançamento de dois filmes no Amazon Prime Video: A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais. Os sucessos da plataforma deixaram muitos fãs com dúvidas sobre a situação atual de Suzane. Neste ano, a detenta da Penitenciária de Tremembé ganhou a oportunidade de fazer faculdade ainda presa.

Nos dois filmes do Prime Video, Suzane Von Richthofen é interpretada por Carla Diaz, atriz conhecida por performances em novelas como O Clone e Chiquititas, além de sua participação na edição mais recente do Big Brother Brasil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde sua prisão em 2002 até 2021, Suzane Von Richthofen protagonizou diversos momentos polêmicos, como namoros por trás das grades, uma suposta conversão evangélica e rivalidade com outras presas famosas.

O site O Globo revelou como Suzane faz para frequentar as aulas mesmo ainda presa – em regime semiaberto. Veja abaixo tudo que você precisa saber.

Suzane von Richthofen na faculdade

Suzane Von Richthofen, condenada em 2002 a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, continua presa na Penitenciária Feminina de Tremembé, onde também estão “hospedadas” outras criminosas famosas, como Elize Matsunaga e Anna Carolina Jatobá.

Por bom comportamento e pela progressão natural da pena, Suzane já está incluída no regime semiaberto, podendo participar das famosas “saidinhas” de feriado algumas vezes por ano.

No regime semiaberto, detentos podem trabalhar ou estudar fora da prisão durante o dia. No entanto, precisam retornar à penitenciária à noite. Os detentos também têm a possibilidade de reduzir o tempo de pena pelo trabalho dentro da cadeia.

Recentemente, Suzane também recebeu a autorização da Justiça para fazer faculdade na cadeia. A detenta foi aprovada no curso de Farmácia da faculdade Anhanguera, em Tatuapé.

A entrada de Suzane no ensino superior aconteceu por meio da nota da detenta no Enem. De acordo com informações do G1, as aulas acontecem no período noturno, e a presa poderá deixar a penitenciária para frequentar as lições.

Anteriormente, o Ministério Público deu um parecer contrário à decisão, afirmando que a segurança da detenta não poderia ser garantida, mesmo com sua tornozeleira eletrônica.

No entanto, a decisão da Justiça destaca que Suzane cumpre todos os requisitos para começar o ensino superior, e que tem o direito de estudar.

“A matrícula da aluna foi autorizada pela Justiça, e oferecemos a todos tratamento igual, como determina a legislação brasileira”, afirmou a faculdade em uma nota oficial.

Segundo o jornalista Ulisses Campbell, que escreveu um livro sobre Suzane, a detenta vai às aulas todos os dias utilizando transporte de aplicativo.

“Mostra-se uma aluna aplicada, e foi até bem recebida pelos colegas de classe”, afirma o especialista.

No entanto, no primeiro dia de aula, Suzane chegou à faculdade escoltada por seus dois advogados de defesa.

“Somos implacáveis com quem persegue clientes sob a nossa defesa”, comentou Adriana Nunes Martorelli, a nova advogada de Suzane.

A Menina Que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais estão disponíveis no Amazon Prime Video.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio