Publicidade

Alerta de spoilers

Eternos tem a primeira cena de sexo da Marvel nos cinemas

Momento foi detonado pela crítica especializada

Publicado por Alexandre Guglielmelli

31/10/2021 21:30

Contém spoilers

Embora ainda não tenha estreado oficialmente nos cinemas, Eternos já recebeu as primeiras reações da crítica. Infelizmente para os fãs do MCU, o longa não contou com uma recepção positiva, e teve diversos aspectos detonados pelos especialistas. Um deles é a primeira cena de sexo da Marvel nos cinemas, criticada por seu tom “entediado” e pela completa falta de química entre os envolvidos.

“Em Eternos, o mais novo lançamento da mais prolífica produtora de cinema de lycra, duas pessoas finalmente fazem sexo. E eu só gostaria que elas não tivessem feito”, brinca a jornalista Laura Bradley em uma matéria do site The Daily Beast.

A cena de sexo de Eternos acontece entre os personagens Ikaris e Sersi, interpretados respectivamente por Richard Madden e Gemma Chan.

Veja abaixo tudo que a crítica especializada teve a dizer sobre a cena de sexo da Marvel nos cinemas e porque ela foi tão detonada na internet.

Como é a cena de sexo de Eternos?

A cena de sexo de Eternos é bastante curta, e se não fosse seu teor diferente em relação aos outros filmes da franquia, teria até passado despercebida pelos fãs.

“Vocês já viram uma criança de 6 anos colocar um boneco Ken em cima da Barbie, e depois só olhar para eles pois não sabe o que acontece em seguida? É basicamente isso que ocorre em Eternos”, afirma a matéria do Daily Beast.

A cena também é descrita como “desconfortável”, “comicamente curta” e “ausente de qualquer paixão” – mesmo com o filme deixando claro que Ikaris e Sersi vivem uma história de amor por mais de 5 mil anos.

“Os atores compartilham a mesma química que um ginecologista e sua paciente em um exame de papanicolau”, comenta a matéria original.

Um dos principais problemas da cena é o fato dela não ter relevância nenhuma na trama de Eternos.

“É como se ela existisse apenas para calar os espectadores que criticam a Marvel por nunca produzir cenas desse tipo. É por isso que todos os aspectos da sequência – dos rostos entediados dos atores à fotografia sem vida – funcionam como um longo suspiro de ‘é isso que vocês queriam?’”, afirma o Daily Beast.

O MCU é muito criticado por sua completa falta de intimidade entre os personagens. No entanto, ao abordar “temas mais importantes” em seus lançamentos mais recentes, a franquia deseja se diversificar e apresentar narrativas mais interessantes ao público. Infelizmente, nem mesmo a direção de Chloe Zhao é capaz de salvar o longa das amarras da Marvel.

A ausência de intimidade e paixão entre Gemma Chan e Richard Madden, na verdade, chama atenção para outro problema importante em Eternos e no cânone geral do MCU.

Na verdade, existem três romances em Eternos. Mas assim como a relação de Sersi e Ikaris, nenhum deles é crível – principalmente pelo fato do longa não se interessar em desenvolver essas relações além de seus reflexos no enredo geral do filme.

“Talvez seja até exagerado se perguntar por que, mesmo no possível fim do mundo, o personagem de Brian Tyree Henry beija seu amado sem língua. Ou por que, mesmo com a química entre Lauren Ridloff e Barry Keoghan, o relacionamento de seus personagens ganha tão pouca atenção”, questiona a matéria do Daily Beast.

Eternos estreia nos cinemas brasileiros em 3 de novembro; veja abaixo o trailer.

Clique aqui para assinar o Disney+ e assistir aos filmes da Marvel.

Publicidade