Publicidade

Sucesso brasileiro

7 Prisioneiros: Explicado se filme da Netflix é baseado em caso real

Diretor comenta inspirações do longa com Rodrigo Santoro e Christian Malheiros

Publicado por Redação

22/11/2021 09:30

7 Prisioneiros se tornou um dos maiores sucessos brasileiros da Netflix em 2021. O filme produzido por Fernando Meirelles com Rodrigo Santoro e Christian Malheiros aborda o tema da escravidão moderna, e em uma entrevista no evento de lançamento do longa, o diretor revelou se a trama é baseada em um caso real. Explicamos abaixo tudo que você precisa saber; confira.

O filme contou com uma estreia extremamente elogiada no Festival de Cinema de Veneza. 7 Prisioneiros também conquistou a crítica especializada internacional, chegando ao impressionante nível de 91% de aprovação no Rotten Tomatoes.

A trama acompanha a jornada de Mateus – interpretado por Christian Malheiros –, um jovem que sai do interior em busca de uma oportunidade de trabalho em São Paulo. Em sua procura por um futuro melhor, o protagonista acaba se tornando vítima de um sistema de trabalho com condições análogas à escravidão em um ferro-velho.

Nesse cenário bastante complicado, o protagonista passa a entender como funcionam os sistemas de exploração e o quão profundas são as feridas da desigualdade social no Brasil.

7 Prisioneiros é baseado em história real?

Embora aborde um tema que ainda é uma das grandes mazelas da sociedade brasileira, 7 Prisioneiros não é baseado em um caso real específico.

Na entrevista realizada durante o evento de pré-estreia do filme, Fernando Meirelles revelou que decidiu atuar como produtor de 7 Prisioneiros após conhecer o trabalho do diretor Alexandre Moratto no filme Sócrates – que também conta com Christian Malheiros no elenco.

O cineasta ficou impressionado com a qualidade do longa produzido por pouco mais de 36 mil reais e com uma equipe relativamente amadora.

Alexandre Moratto, o diretor do longa, falou também sobre a história de 7 Prisioneiros e sua inspiração.

“Passei anos trabalhando com jovens em situação periféricas, e infelizmente, nesse mundo de tráfico humano, pessoas nessas situações correm maior risco de serem traficadas (…). Por questões pessoais era muito importante para mim contar a história da perspectiva das vítimas de tráfico humano”, comentou o cineasta

Segundo Moratto, uma matéria jornalística também influenciou a criação da trama do longa e o início de sua produção.

“Tinha umas filmagens de pessoas em São Paulo, tinham algumas pessoas que estavam até acorrentadas aqui, isso me chocou muito. Como que ainda nesse século existem essas situações de pessoas ficarem escravizadas”, conta o diretor.

O cineasta revela que começou a pesquisa do filme pouco tempo depois, e consultou jornalistas especializados na área e pessoas que passaram por esse trauma.

Ou seja, 7 Prisioneiros não é baseado em um caso real específico, mas em todo o panorama da escravidão moderna no Brasil.

Além de Rodrigo Santoro e Christian Malheiros, o Nando de Sintonia, o elenco de 7 Prisioneiros conta com Bruno Rocha, Vitor Julian, Lucas Oranmian, Cecília Homem de Mello e Dirce Thomaz.

7 Prisioneiros já está disponível no catálogo brasileiro da Netflix; veja abaixo o trailer.

Publicidade