Publicidade

Sucesso crítico

Filme de Andrew Garfield na Netflix é aclamado como um dos melhores de 2021

O musical Tick, Tick... Boom! acumula elogios por sua trama, direção, trilha e elenco

Publicado por Alexandre Guglielmelli

21/11/2021 20:00

Como era de se esperar, o novo filme de Andrew Garfield tem tudo para se tornar um dos maiores sucessos da Netflix em 2021 – pelo menos na visão da crítica especializada. Baseado no musical semiautobiográfico de Jonathan Larson, Tick, Tick… Boom! garantiu 88% de aprovação no Rotten Tomatoes e recebeu grandes elogios por sua trama, atuação do elenco, trilha sonora e direção.

“Um compositor de teatro aspirante enfrenta uma crise ao se aproximar dos 30 e não se sentir nem um pouco perto de seu sonho”, afirma a sinopse oficial do longa.

A trama do filme começa em 1992, anos antes da criação do icônico musical Rent. Além de abordar o estado psicológico de Jonathan Larson, o filme mostra também como o dramaturgo se inspirou para criar a premiada peça.

Larson, que faleceu em 1996, é considerado um dos mais importantes dramaturgos americanos de todos os tempos, principalmente pela abordagem de temas sociais – como multiculturalismo, vícios e homofobia – em suas obras.

Tick, Tick… Boom! na Netflix – Aclamado pela crítica

Como já citamos, Tick, Tick… Boom! conta com 88% de aprovação crítica no Rotten Tomatoes. Em relação à aprovação do público, o nível é ainda mais impressionante: 95% dos espectadores curtiram o filme.

As principais resenhas jornalísticas elogiam o filme pela direção de Lin-Manuel Miranda, – em seu primeiro trabalho como diretor – o roteiro de Steven Levenson, as sequências musicais e a performance de Andrew Garfield como Jonathan Larson.

“Tick, Tick… Boom! traz magia musical para uma história focada no processo criativo – em um impressionante feito para a estreia de Lin-Manuel Miranda como diretor”, afirma o consenso crítico do site.

Embora tenha criado algumas dos musicais da Broadway mais famosos dos últimos anos, como Hamilton e Nas Alturas, Lin-Manuel Miranda nunca tinha comandado uma longa-metragem.

Tick, Tick… Boom! pode dar a Lin-Manuel Miranda seu EGOT – sigla que representa os artistas vencedores dos prêmios mais importantes da indústria do entretenimento: Emmy, Grammy, Oscar e Tony.

O diretor de Tick, Tick… Boom! Já conta com três prêmios Tony, três Grammys e dois Emmys – ou seja, só falta o Oscar.

“Esse filme funciona como uma celebração de seu tema, da luta para se alcançar os sonhos e dos altos eufóricos e baixos deprimentes do processo criativo”, afirma a crítica do site The MacGuffin.

Um dos aspectos mais elogiados do longa foi a performance de Andrew Garfield como o protagonista Jonathan Larson.

“A performance de Andrew Garfield é vívida, instintiva e impossivelmente energética”, afirma a resenha do site Newcity.

Já a crítica da Variety, uma das publicações mais importantes da indústria, elogia tanto a direção de Lin-Manuel Miranda quanto o roteiro de Steven Levenson.

“O diretor Lin-Manuel Miranda e o roteirista Steven Levenson encontraram maneiras engenhosas para filmar a rebelião desengonçada de Larson de maneira convincente e comovente”, comenta a publicação.

Finalmente, o site Digital Spy, um dos mais acessados do Reino Unido, celebra o potencial criativo da obra.

“Este musical merece sua atenção por ser um dos melhores filmes do ano, uma linda celebração de um imenso talento que nos foi tirado tão cedo”, conclui a crítica.

Tick, tick… Boom! está disponível no catálogo brasileiro da Netflix.

Publicidade