Publicidade

Tentativas falhas

Filmes provam que Netflix está tentando copiar John Wick

Três exemplos que seguem a fórmula dos longas-metragens com Keanu Reves

Publicado por Guilherme Coral

20/11/2021 20:30

John Wick tornou Keanu Reeves extremamente popular novamente e também deu origem a diversos outros filmes que tentam copiar a fórmula dele. A Netflix conta com três exemplos que deixam essa tentativa de cópia bem clara.

O primeiro exemplo é Polar, que é baseado nos quadrinhos de Victor Santos, mas que parece querer mais se inspirar nos filmes com Keanu Reeves.

O longa-metragem da Netflix também mostra um personagem saindo da aposentadoria por vingança. Estrelado por Mads Mikkelsen também vemos um assassino a sangue frio, mas que falha por mudar o personagem no meio do filme e pela falta de química entre ele e Vanessa Hudgens.

Outro exemplo é Xtremo. O filme espanhol também mostra um assassino que entra em um jornada sanguinária, fatiando e atirando no submundo de Barcelona.

Para piorar, o filme ainda conta com diversos capangas com ternos, emulando o estilo visual de John Wick e ainda há uma cena muito similar a Neo e Trinity indo salvar Morpheus no primeiro Matrix.

Outra cópia de John Wick

O mais recente desses filmes da Netflix é Kate, que segue a personagem de Mary Elizabeth Winstead, em outra chacina.

A forma como o submundo é retratada no filme é similar ao que vemos em John Wick e a utilização do neon também assemelha-se ao que vemos na franquia com Keanu Reeves, sem falar na personalidade e modo de agir da protagonista. Outra cópia.

Polar, Xtremo e Kate estão disponíveis na Netflix. Já Jobn Wick: De Volta ao Jogo está no Globoplay, John Wick 2 no Telecine Play e John Wick 3 está no Amazon Prime Video.

Publicidade