Publicidade

Curiosidade

Hypnotic: Como hipnose do filme da Netflix se compara com método real

Após espectadores verem terror na plataforma, surge a dúvida sobre o tratamento ser dessa maneira na vida real

Publicado por Bruno Tomé

01/11/2021 19:00

Para construir uma história de terror e suspense psicológico, Hypnotic usa o método da hipnose. Fãs da Netflix podem ficar tranquilos, uma vez que o longa justamente usa mitos e mentiras sobre o tratamento.

A trama é focada em Jenn Tompson, que passa por um trauma recente na vida dela. Isso a leva a procurar o Dr. Collin Meade, especialista em hipnoterapia.

No filme da Netflix, o médico tem planos mais obscuros. A hipnose no longa é usada para criar alucinações e até ter o controle da mente do paciente.

Hypnotic, nesse caso, está reforçando mentiras sobre o tratamento. O Psychology Today apontou que o filme da Netflix usa mitos populares sobre a hipnoterapia, como o de um profissional conseguir controlar totalmente o paciente.

Na vida real, o tratamento é seguro e eficiente. Ele pode ser usado para mudança de hábitos, para superar fobias e até controlar a ansiedade e o estresse.

Um exemplo de como Hypnotic desvia do tratamento real está na cena de abertura do filme. No momento do elevador, o doutor diz apenas uma frase para que Andrea Bowen comece a alucinar e literalmente morra de medo, tendo um ataque cardíaco.

Esse ponto é o mais controverso de todos. Profissionais afirmam que demora alguns minutos até o paciente entrar em estado de hipnose – sendo bem improvável com o uso de apenas uma palavra, como o filme mostra.

Com isso, os espectadores da Netflix pode ficar tranquilos, já que na vida real a hipnoterapia tende a trazer apenas bons resultados.

Hypnotic pode ser assistido na Netflix

Segundo a sinopse divulgada pela Netflix, Hypnotic acompanha a história de “uma jovem que se trata com um renomado hipnotista, mas que após algumas sessões intensas, acaba descobrindo terríveis e inesperadas consequências”.

A protagonista Jenn se trata com o Dr. Collin Meade, com o objetivo de se livrar dos traumas antigos e seguir em frente.

A hipnose, porém, não foi uma boa ideia, e traz “efeitos colaterais” das sessões – tanto em Jenn quanto nos outros pacientes.

Entre os personagens do longa, também destaca-se o detetive Wade Rollins, que deve tentar ajudar Jenn a entender o que realmente aconteceu durante as sessões.

Em uma entrevista ao site Collider, os diretores do longa revelaram que Hypnotic é inspirado em thrillers como Ex Machina, O Jogo de Gerald, O Silêncio dos Inocentes e Um Corpo Que Cai.

Hypnotic é uma trama eletrizante, cheia de elementos psicológicos e inúmeras reviravoltas. Nós amamos filmes assim, e esperamos que o público aproveite essa viagem”, contou Angel.

O elenco de Hypnotic é liderado por Kate Siegel no papel de Jenn.

Já o Dr. Collin Meade, principal antagonista do longa, é interpretado por Jason O’Mara, famoso pela série The Man in the High Castle.

O elenco de Hypnotic conta também com Dulé Hill (Ela é Demais), Lucie Guest (O Mundo Sombrio de Sabrina), Jaime M. Callica (UnReal), Tanja Dixon-Warren (The L Word), Darien Martin (Legends of Tomorrow) e Luc Roderique (See).

Hypnotic está na Netflix.

Publicidade