Publicidade

Contém spoilers

Hypnotic: O que realmente acontece na cena do elevador

Fãs ficaram confusos com a sequência de abertura do filme da Netflix

Publicado por Alexandre Guglielmelli

04/11/2021 10:00

Hypnotic, protagonizado por Kate Siegel (A Maldição da Residência Hill), estreou na Netflix em 27 de outubro, deixando fãs chocados com sua trama surpreendente. Um dos momentos mais confusos do filme aconteceu logo no início, e envolve a misteriosa morte de Andrea, que encontra seu fim em um claustrofóbico elevador. O site Screen Rant explicou tudo que os espectadores precisam saber sobre a cena; confira abaixo.

O filme acompanha a história de Jenn, uma jovem que se trata com um renomado hipnotista, mas que após algumas sessões intensas, acaba descobrindo terríveis e inesperadas consequências.

Hypnotic é uma trama eletrizante, cheia de elementos psicológicos e inúmeras reviravoltas. Nós amamos filmes assim, e esperamos que o público aproveite essa viagem”, afirma Matt Angel, o criador do longa.

A trama de Hypnotic revela que Andrea foi uma das primeiras vítimas do Dr. Meade, muitos antes do hipnólogo voltar suas atenções para a protagonista Jenn.

O que acontece com Andrea em Hypnotic?

A cena de abertura de Hypnotic mostra uma mulher chamada Andrea Bowen, interpretada por Stephanie Cudmore, ligando desesperada para o detetive Wade Rollins, personagem de Dulé Hill.

Andrea pede para o detetive retornar sua ligação, e afirma estar sendo perseguida mais uma vez. Cheia de ansiedade, a personagem entra no elevador e recebe uma sinistra chamada em seu celular.

Crendo se tratar do contato de Wade, Andrea atende o telefonema do número desconhecido e se surpreende ao ouvir uma voz misteriosa dizendo algo terrível.

“Andrea, é assim que seu mundo acaba”, afirma o perseguidor.

Nesse momento, o elevador para e as paredes começam a se fechar, aparentemente esmagando Andrea e matando a personagem.

Com o decorrer do filme, depois da revelação da manipulação psicológica feita pelo Dr. Meade, as circunstâncias da morte de Andrea são esclarecidas.

No relatório oficial, a morte de Andrea é classificada como um ataque cardíaco. As filmagens de segurança também mostram que os últimos momentos da jovem não correspondem às cenas mostradas na abertura de Hypnotic.

Embora o elevador não tenha se fechado de verdade para esmagá-la, a situação foi real na mente de Andrea, graças à hipnose e ao condicionamento mental do Dr. Meade. O medo e a claustrofobia da personagem foram tão grandes, que acabaram causando o ataque cardíaco.

À medida que o filme progride, Hypnotic deixa claro que a intenção do Dr. Meade era substituir as memórias de sua falecida esposa ao colocar certas pacientes sob hipnoterapia – conseguindo assim acesso aos medos mais profundos das personagens.

O personagem escolhe mulheres parecidas com a esposa, e implanta memórias falsas e gatilhos mentais em suas sessões, podendo assim controlar as ações das vítimas.

Algo semelhante acontece com Gina, a amiga de Jenn, que morre em um acidente de carro após ter sua fobia de aranhas ativada pelo médico.

Hypnotic está disponível na Netflix.

Publicidade