Publicidade

Sucesso

Marighella: Filme de Wagner Moura quebra recorde na pandemia

Longa nacional precisou do final de semana de estreia para alcançar marca

Publicado por Bruno Tomé

09/11/2021 10:06

Marighella, primeiro filme dirigido por Wagner Moura, é o título nacional mais visto do Brasil desde o início da pandemia. O longa estrelado por Seu Jorge precisou apenas do primeiro final de semana para quebrar o recorde.

A assessoria de imprensa informa que com as sessões de pré-estreia e o primeiro final de semana no Brasil, Marighella foi visto por mais de 100 mil espectadores.

Com isso, conquista a marca de se tornar o filme brasileiro mais visto desde o início da pandemia. O recorde é também um bom indicativo para retomada do cinema.

Marighella está em cartaz nos cinemas brasileiros

O filme de Wagner Moura é baseado no livro de Mário Magalhães, que tem o título Marighella: O guerrilheiro que incendiou o mundo. A obra foi adaptada pelo diretor e também por Felipe Braga, de Sintonia e Samantha!.

O longa acompanha a história de Marighella nos anos 1960, quando a ditadura começa no Brasil. Escritor e político, Carlos Marighella se tornou um dos principais guerrilheiros brasileiros, liderando um dos maiores movimentos de resistência contra o regime, a ALN (Ação Libertadora Nacional).

“Comandando um grupo de jovens guerrilheiros, Marighella (Seu Jorge) tenta divulgar sua luta contra a ditadura para o povo brasileiro, mas a censura descredita a revolução. Seu principal opositor é Lucio (Bruno Gagliasso), policial que o rotula de inimigo público nº 1. Quando o cerco se fecha, o próprio Marighella é emboscado e morto – mas seus ideais sobrevivem nas ações dos jovens guerrilheiros, que persistem na revolução”, diz a descrição do filme.

O elenco é liderado pelo cantor e ator Seu Jorge. Além disso, conta com nomes conhecidos como Adriana Esteves como Clara; Ana Paula Bouzas sendo Maria; Bruno Gagliasso interpretando Lúcio; Bella Camero vivendo Bella; Herson Capri como Jorge Salles; Humberto Carrão no papel de Humberto; Jorge Paz como Jorge; e Luiz Carlos Vasconcelos sendo Branco.

O filme ganha ainda uma participação especial. Maria Marighella, neta do guerrilheiro, aparece durante o longa como a própria avó, Elza.

Marighella está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Publicidade