Publicidade

Percebeu?

Sem querer, Ghostbusters: Mais Além tem indireta para negacionistas

Filme está agora em cartaz nos cinemas brasileiros

Publicado por Victor Carvalho

21/11/2021 19:30

Carrie Coon, atriz de Ghostbusters: Mais Além, opinou sobre o comentário não intencional do longa-metragem sobre o ceticismo em relação à ciência na era da pandemia.

Como o Hollywood Reporter observou durante sua entrevista com a atriz, o arco de sua personagem na história começa com seu ressentimento pela ciência, porque isso a levou a se afastar de seu falecido pai.

Naturalmente, isso muda ao longo da trama, permitindo que Ghostbusters: Mais Além atue como uma celebração da ciência, o que ganhou um novo senso de relevância nos últimos tempos.

“Fico triste que esse debate seja tão necessário. Gostaria que não fosse”, disse a atriz.

“Eu gostaria que não tivéssemos que escrever uma carta de amor para a ciência para que as pessoas acreditassem nela. É ciência! Isso nos colocou em uma situação difícil no mundo. É deprimente que essa conversa ainda seja necessária.”

“Temos que defender o que é importante para nós, e os artistas são historiadores. Fico feliz por estar participando de uma história positiva sobre algo que se tornou inexplicavelmente problemático no tempo em que vivemos.”

Filme com mensagens positivas

A estrela comentou ainda sobre as outras mensagens positivas em Ghostbusters: Mais Além.

“Também estou feliz porque é uma história sobre uma jovem que se interessa por ciência. Nós descobrimos nos últimos anos quanta misoginia ainda existe no mundo, até mesmo na publicação de revistas científicas e coisas do tipo. Portanto, temos muito trabalho a fazer nessa área.”

“Estou contente que ela seja a grande heroína da história, o que Jason Reitman realizou de uma forma muito inteligente.”

Ghostbusters: Mais Além está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Publicidade