Publicidade

Desfecho aberto

O que pode acontecer após o fim de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City

Entenda o final do novo filme da famosa franquia de games

Publicado por Bruno Tomé

03/12/2021 17:00

Alerta de spoilers

Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City é uma tentativa de filme para se aproximar da franquia de games. Por isso, o final em aberto dá uma ideia de onde a história dirigida por Johannes Roberts pode ir.

Por ser baseado nos dois primeiros games da franquia e estar repleto de personagens existentes neles, a nova franquia de Resident Evil tem muito material para adaptar.

No fim do filme, os sobreviventes estão nos trilhos privados da Corporação Umbrella. Os protagonistas precisam deixar Raccoon City, que será destruído após a contaminação pelo vírus zumbi.

Os personagens conseguem sair do local quando os explosivos detonam Raccoon City, como foi planejado. Chris (Robbie Amell) e Claire Redfield (Kaya Scodelario), junto com Jill Valentine (Hannah John-Kamen) e Leon S. Kennedy (Avan Jogia), conseguem escapar vivos.

Com eles está a jovem Sherry Birkin (Holly De Barros), filha do cientista morto William Birkin (Neal McDonaugh). Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City deixa claro que a continuação é colocar os sobreviventes contra a Corporação Umbrella, que deve negar o que aconteceu na cidade.

Com isso, uma possibilidade surge como continuação do novo Resident Evil.

A possível continuação para Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City

Como nos games, Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City segue dois cenários. O primeiro é Chris Redfield e Jill Valentine investigando os acontecimentos da Mansão Spencer, junto com Albert Wesker (Tom Hopper), que pode ter papel vital em uma sequência.

Enquanto isso, o segundo cenário do filme segue Leon e Claire, que devem sobreviver a cidade que está infestada das ameaças da Umbrella. No longa, a irmã Redfield retorna após receber informações de Ben Bertolucci (Josh Cruddas).

No fim, é descoberto que Wesker e o doutor Birkin estão envolvidos na conspiração da Umbrella. O encontro e confronto dos dois é crucial para uma continuidade da franquia, uma vez que o cientista atira no policial e depois injeta nele o G-Vírus, o que faz com que o personagem de Tom Hopper sofra uma mutação e engane a morte.

No desfecho, os protagonistas Claire, Chris, Leon e Jill, mais a jovem Sherry, se reúnem e conseguem matar um transformado cientista Birkin.

Se Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City ganhar uma continuação, a história deve ficar ainda mais complicada para os personagens.

Na cena pós-créditos, Wesker mostra estar vivo. O que o agora mutante precisa é de óculos por conta da visão afetada pelo vírus, dando o visual clássico dos games.

A continuação, assim, pode usar parte de Resident Evil 4. A informação foi dada pelo próprio diretor para GamesRadar. Além disso, a história de Resident Evil: Code: Veronica, com os irmãos Alexia e Alfred Ashford (responsáveis por filmes sinistros) também deve ser colocada nessa sequência, como indicado no longa.

Como são os games que podem ser usados para sequência de novo Resident Evil

Resident Evil 4, que pode ser usado na continuação de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City, acompanha Leon, que se torna um agente especial dos Estados Unidos. Ele tem como missão resgatar a filha do presidente dos EUA em uma vila da Espanha, dominada por uma seita macabra.

Na missão, Leon é colocado de frente com a agente especial Ada Wong, que aparece no filme de Resident Evil sendo interpretada por Lily Gao.

O game revela o parasita Las Plagas, que transforma uma pacata cidade rural da Espanha em um local com monstros violentos e a seita macabra. No fim, como os fãs podem imaginar, o enredo de Resident Evil 4, aclamado pela crítica de games, é ligado a Corporação Umbrella.

A história, como pode ser vista, é focada em Leon. Nos games, inclusive, os eventos se passam para o personagem depois de Resident Evil 2. É por conta disso que uma continuação também usaria o jogo Resident Evil: Code: Veronica.

Esse game é mais focado em Claire e Chris Redfield. Após tentar invadir a sede da Umbrella, em Paris, Claire é levada a uma prisão da corporação na Ilha Rockfort, na América do Sul.

O local logo é destruído novamente pelo T-Vírus, mas com uma surpresa. A ilha também conta com os gêmeos Ashford, que nascem do projeto do vírus T-Veronica.

Além de Claire encontrar Chris na ilha nesse game de Resident Evil, Albert Wesker também retorna. Dessa vez, os sobreviventes descobrem que o vilão está trabalhando para uma rival da Umbrella, com o objetivo de descobrir mais sobre o Projeto Veronica.

Um problema nessa continuação de Resident Evil seria reunir tantas histórias no mesmo filme. Isso foi feito em Bem-Vindo a Raccoon City, o que não agradou muitos fãs.

Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City está em cartaz nos cinemas.

Publicidade