Mais do que você gosta.

Publicidade

Preconceito

Astro de Liga da Justiça chama Warner Bros de racista

Ex-astro da DC faz novas acusações de racismo

Publicado por Karol M.

19/02/2022 13:00

Cuidado! Alerta de spoilers!

O episódio final de Pacificador, série da DC na HBO Max, trouxe a participação especial da Liga da Justiça com as aparições de Aquaman e Flash, além das silhuetas do Superman e Mulher Maravilha. No entanto, o Ciborgue foi deixado de lado, e seu ator Ray Fisher acusou a Warner Bros. Pictures de racismo.

Continua depois da publicidade

Na rede social, a Warner compartilhou uma homenagem o Mês da História Negra: “Pistoleiro, Canário Negro e Sanguinário. Neste Mês da História Negra, estamos destacando alguns de nossos personagens favoritos da DC. Um brinde aos momentos poderosos e ao entretenimento que eles trouxeram para a tela grande!”

Em resposta, Ray Fisher comenta: “OU… você pode tentar destacar um pedido de desculpas aos negros não fictícios afetados pelas práticas racistas e discriminatórias de sua empresa”.

Em apoio, fãs usaram a hashtag #IStandWithRayFisher na rede social. Vale lembrar que Ray Fisher foi demitido da Warner Bros após uma série de desentendimentos com a empresa.

Veja abaixo.

Liga da Justiça na HBO Max

A Liga da Justiça foi lançada originalmente em 2017, sendo finalizada por Joss Whedon. Zack Snyder começou a trabalhar no longa da DC, mas teve que deixar o projeto após uma tragédia pessoal.

Quando o filme chegou no cinema, foi um fracasso de crítica. Ao mesmo tempo, o diretor original revelou que sua visão foi completamente alterada.

Com isso, os fãs tomaram o lado do diretor e começaram uma campanha pelo lançamento do corte de Zack Snyder. O desejo foi realizado e o corte já está disponível na HBO Max.

Clique aqui para assinar o UOL Play e também acompanhar o conteúdo do HBO Max.

Publicidade