Mais do que você gosta.

Publicidade

DC

Batman 3 de Tim Burton não aconteceu por causa do McDonald’s

Como o fast-food alterou o futuro da franquia

Publicado por Karol M.

23/04/2022 15:23

Antes de Robert Pattinson, Ben Afleck ou Christian Bale, outro grande ator dava vida ao Batman nos cinemas: Michael Keaton.

O astro atuou como o Morcego de Gotham nos dois filmes dirigidos por Tim Burton: Batman, de 1989, e Batman: O Retorno, de 1992.

Os dois projetos foram grande sucesso de audiência e ajudaram a preparar o terreno para os filmes de super-heróis terem todo o reconhecimento Hollywoodiano dos dias de hoje, mas um problema impediu os planos de Burton de continuar sua série cinematográfica.

Tim Burton, que originalmente pretendia lançar um terceiro filme de Batman, enfrentou problemas financeiros e uma batalha contra o McDonald’s. Entenda o que rolou:

Tim Burton vs McDonald’s

Após o sucesso do primeiro filme, a Warner fez um grande acordo com a rede de fast-food McDonald’s, que incluiria lançar uma coleção de brinquedos de Batman: O Retorno para o McLanche Feliz.

No entanto, o filme faturou US $ 150 milhões a menos que seu antecessor, e as críticas negativas não ajudavam em nada nas bilheterias.

Além disso, vários pais criticaram brinquedos inspirados no filme, incluindo os do McDonald’s, afirmando que eles estavam muito sexualizados para o público infantil. Com isso, o McDonald’s forçou a retirada da linha.

Frente a toda essa polêmica, a Warner Bros demitiu Tim Burton e trabalhou em seu próprio terceiro filme, Batman Eternamente (1995), que deixou de lado o tom sombrio para uma versão caricata, mais inspirada na série de Adam West, e com atores diferentes no elenco.

Você sabia dessa história?

Publicidade