Mais do que você gosta.

Publicidade

Mudança

Clube da Luta ganha novo final por causa de censura

Filme teve uma grande alteração na China

Publicado por Victor Carvalho

24/01/2022 18:01

Clube da Luta terá um final um pouco mais fechado quando for lançado em serviços de streaming na China.

Em preparação para seu lançamento no site de streaming Tencent Video, a cena final de Clube da Luta foi removida e substituída por uma tela que diz (via Comic Book Resources): “Através da pista fornecida por Tyler, a polícia rapidamente descobriu todo o plano e prendeu todos os criminosos, impedindo com sucesso que a bomba explodisse.”

Continua depois da publicidade

“Após o julgamento, Tyler foi enviado para um asilo de lunáticos, recebendo tratamento psicológico. Ele recebeu alta do hospital em 2012.”

Atualmente, não se sabe se a Disney – que adquiriu os direitos do filme após a aquisição da Fox – censurou o filme ou se foi obra da Tencent Video.

Nenhuma das empresas ofereceu comentários sobre a alteração.

Mudança em Clube da Luta na China

O site Vice informou que Clube da Luta foi editado por seu proprietário dos direitos autorais antes de obter a aprovação do governo chinês e vendido para sites de streaming. Também é incerto se o corte de cinema do filme, que foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Xangai em 2017, foi editado da mesma forma.

O governo do Partido Comunista na China impôs diretrizes rígidas de censura a filmes, televisão e jogos na última década.

Entre outras restrições, os filmes não podem apresentar aos espectadores uma visão positiva sobre anarquia ou comportamento criminoso. Restrições adicionais foram introduzidas em 2021, que marcou o centenário do Partido Comunista Chinês e teve uma ampla mudança cultural destinada a incentivar atitudes nacionalistas.

Como parte de uma repressão maior à cultura, a Administração Nacional de Rádio e Televisão da China divulgou um conjunto de novas diretrizes que proíbem virtualmente certas qualidades, como aquelas que as autoridades consideram “efeminadas”.

Além disso, filmes, séries e jogos não podem incluir certos elementos, como fantasmas, ou usar dispositivos de enredo, como viagem no tempo. Algumas das restrições mais drásticas incluem aquelas impostas a minorias étnicas.

Por essa razão, os censores obrigaram os filmes na China e em Hollywood a omitir ou reduzir os papéis dados a minorias, ou filmar cenas inteiramente novas para incluir personagens chineses.

Em Homem de Ferro 3, a famosa estrela chinesa Fan Bingbing apareceu em uma nova cena filmada especificamente para os cinemas chineses, enquanto várias cenas em Bohemian Rhapsody foram removidas para limitar o foco do filme na orientação sexual de Freddie Mercury.

No Brasil, Clube da Luta está disponível na Netflix.

Publicidade